Pular para o conteúdo principal

Homem de jaleco mostra joaninhas para quatro adolescentes, em local aberto, durante o dia.
Foto: Divulgação PBH

Biofábrica de joaninhas, projeto da PBH, será apresentado na França

07/11/2019 | 16:55 | atualizado em 08/11/2019 | 11:24

O projeto da Prefeitura de Belo Horizonte de produção de joaninhas e crisopídeos para controle biológico de pragas em áreas verdes e hortas urbanas sem o uso de agrotóxicos ou pesticidas, será apresentado neste mês no município de Caen, na região da Normandia, na França. O projeto é desenvolvido pela secretaria municipal de Meio Ambiente e será representado pelo biólogo Wagner Resende, um dos técnicos responsáveis pelos trabalhos da biofábrica, localizada no Parque das Mangabeiras.

 

Na programação, entre os dias 10 e 24 de novembro, estão previstas várias atividades, como reuniões para troca de experiências na prefeitura e na Universidade de Caen. Outro destaque será a visita técnica ao Jardim Botânico da cidade. Fundado ainda no século XVII por clérigos locais e hoje aberto à visitação pública, abriga vasto repertório de flora e fauna exóticas.

 

Desde 1980 o Jardim Botânico dedica-se também à produção massal de Joaninhas e Crisopídeos para o controle agroecológico de pragas em horticultura, jardinagem e arborização pública, sendo referência neste aspecto para outras cidades da França, inclusive a capital Paris.

 

O convite partiu do prefeito de Caen, Joel Brunneau, e da Embaixada da França, por meio do Adido Cultural da Embaixada da França em Belo Horizonte e diretor-adjunto do Instituto Francês do Brasil para o Estado de Minas Gerais, Philippe Makany.

 

“Esta visita técnica será muito interessante, porque Caen vai poder conhecer uma experiência exitosa de manejo em áreas verdes executadas no Brasil. É um primeiro passo para que Caen conheça o que está sendo feito na biofábrica de Belo Horizonte e a partir daí estabeleça outros trabalhos conjuntos”, disse Philippe Makany. Uma das propostas, citada por ele, é expandir o projeto para a área verde de Inhotim, considerado o maior museu a céu aberto do mundo.

 

Para o biólogo Wagner Resende, que desembarca na França na próxima segunda-feira, dia 11, o intercâmbio científico pode ampliar a atuação da Prefeitura de Belo Horizonte em ações que promovam a sustentabilidade. “Com essa visita, nossa expectativa é que haja um incremento nos processos produtivos da biofábrica pautados pelo tripé criação, distribuição e educação ambiental. ”


Últimas Notícias

Uma senhora interagindo com uma tela, guiada por uma funcionária do CCBB 27ª edição do BH em Férias tem programação gratuita para toda a família

Para participar, as famílias devem procurar o CRAS de referência e indicar as atividades de seu interesse até esta sexta-feira, dia 24.

21/01/2020 | 14:50
Peixes no Aquário da Bacia do Rio São Francisco, no Zoológico de BH Programação de férias oferece visita noturna ao Aquário do Zoológico

Para realizar a visita deverá ser apresentado o cartão de vacinação comprovando a imunização contra a febre amarela.

20/01/2020 | 18:47