Pular para o conteúdo principal

Professora e duas crianças sentados em espaço literário de escola e seguram almofadas escritas
Fotos: Avanilton de Aguilar/PBH

BH em Pauta: Textos literários são difundidos em Venda Nova

criado em 21/08/2017 - atualizado em 23/08/2017 | 09:26

As escolas municipais de Ensino Fundamental, em geral, desenvolvem projetos especiais de leitura, extrapolando as atividades tradicionais de produção de textos em salas de aula. Porém, a Escola Municipal Jardim Leblon, localizada na rua Silva Xavier, 45, na região de Venda Nova, criou o projeto de leitura Juntos Lendo, cuja sigla remete às iniciais do nome da escola. 
 

As atividades propostas pelo projeto vão além dos muros da escola. Os textos produzidos pelos alunos e de autores da literatura são deixados em casas comerciais para que toda a comunidade possa ler. Para as crianças, a participação no projeto representa um mundo repleto de novidades, desde leitura, produção de textos e contação de histórias até a distribuição de material para toda a comunidade.
 

A professora Isaura Capila é a articuladora do projeto JL. Pedagoga, pós-graduada em Mídias para a Educação, Neurociência Aplicada à Educação e Direito Educacional, com 22 anos de profissão, ela planejou atividades que envolvem os alunos e os outros professores, com ações como o Cantinho da Professora Leitora, com todo tipo de textos, de revistas e jornais. 
 

Para os alunos, além da produção de textos, cartazes, convites e resenhas, foi planejado um momento de encantos, com contação de história coletiva no pátio da escola e na sala de leitura, equipada para uma leitura prazerosa.
 

As atividades dos alunos contam com a parceria da Editora Ediouro, que doa a revista “Coquetel Para Criança” e “Posso te Contar?.” Capila conta que adota uma forma de agrupamento das crianças de forma flexível, de acordo com o nível de alfabetização. “A enturmação flexível é uma ação que objetiva auxiliar também os alunos que ainda não consolidaram o processo de alfabetização. Os alunos que estão nos níveis alfabético e ortográfico, que já leem e escrevem com fluência, participam ativamente das atividades de produção escrita. Já os que ainda não estão recebem um atendimento diferenciado das professoras, de acordo com a necessidade de cada um”, explica.
 

Julia Cristine Gonçalves Pereira, de 11 anos, aluna do 5º ano, conta que adora ouvir histórias, ler e produzir textos. “Eu acho muito importante participar deste projeto, pois com ele aprendo muitas coisas, adquiro novas informações, motivando à leitura frequente. Quando estou em atividade no projeto, ele me desperta a criatividade e emoções que me levam a ler e escrever melhor. O projeto é muito interessante, pois faz a diferença na formação e na vida dos alunos”, opina.
 

Davi Augusto Jardim Doti, 7, é aluno do 2º ano e participa da enturmação flexível, produzindo cartazes, murais, resenhas e convites para a comunidade. “É legal fazer parte do projeto, porque aprendo mais e fico mais esperto. O que mais gosto no projeto é da sala de leitura, onde há livros que eu gosto de ler. Eles me fazem viver grandes aventuras. Nosso projeto de leitura é legal e muito divertido”, comenta. O projeto Juntos Lendo programa ainda levar os alunos para visitar um asilo, onde farão leituras de histórias para os idosos.