Pular para o conteúdo principal

Obra da bacia de detenção do córrego Olaria/Jatobá.
Foto: Antônio Rodrigues/PBH

BH em Pauta: Prevenção contra inundações

29/09/2017 | 17:13 | atualizado em 16/10/2017 | 07:22

A Prefeitura de Belo Horizonte desenvolve, durante todo o ano, ações permanentes de gestão do risco de inundações e de proteção da população contra desastres dessa natureza. São trabalhos de limpeza, vistoria e monitoramento de áreas de risco e alertas. Ao longo do período de estiagem, diversas intervenções e manutenções, coordenadas pela Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), foram realizadas em bacias de detenção e galerias, bem como ampliações de canais em córregos.


Importante empreendimento para reduzir a possibilidade de inundações na bacia do Arrudas e melhorar as condições sanitárias, a obra da bacia de detenção do córrego Túnel/Camarões vai proporcionar mais qualidade de vida à população do entorno. Com recursos na ordem de R$ 116 milhões, a obra possui 2,5 km de extensão e é executada em uma área de aproximadamente 8 km².


Outras intervenções pra mitigar os danos causados pela chuva já foram concluídas como, por exemplo, a limpeza da Lagoa Seca, no Belvedere, com serviços de podas de árvores, limpeza dos canais e capina e a bacia de detenção do bairro 1º de Maio, que também passou por limpeza e desassoreamento. Nessa lista, ainda estão inclusos serviços de limpeza das bacias de detenção dos córregos Olaria/Jatobá, Engenho Nogueira, da bacia Várzea da Palma e do canal da alça esquerda da Lagoa da Pampulha.


No primeiro semestre deste ano, a Prefeitura terminou a 2ª etapa das intervenções de ampliação do canal do córrego Ressaca. Esta é uma obra importante de prevenção de enchentes que vai reduzir os riscos de alagamentos na região da Pampulha durante o período chuvoso. Foram investidos R$ 33,7 milhões nesse empreendimento.


Após o fim do último período chuvoso, tiveram início as obras de recuperação de 8,6 km de galerias pluviais dos córregos da Serra e Acaba Mundo, com investimentos de R$ 8,3 milhões. O objetivo é preservar a integridade das vias que ficam sobre as galerias e melhorar o escoamento da água das chuvas.


Já no mês de junho foram finalizadas as obras de complementação da infraestrutura da bacia do Córrego Santa Terezinha, no bairro Taquaril, região Leste, que fazem parte das ações de prevenção de enchentes. Foram investidos R$ 3 milhões na implantação de sistema viário e de esgotamento sanitário, e ainda, na implantação do parque linear na área verde situada na margem à direita do córrego.


Além das obras concluídas e em andamento, estão em processo licitatório três intervenções importantes para redução a probabilidade de inundações em Belo Horizonte: as obras de complemento dos córregos Jatobá/Olaria (Barreiro); os serviços e obras de otimização do sistema de macrodrenagem das bacias dos Ribeirões da Pampulha e do Onça; e construção do reservatório do bairro das Indústrias.


As obras de complemento dos córregos Jatobá/Olaria (Barreiro) preveem o tratamento de fundo de vale de ambos os córregos, construção de mais uma bacia de detenção de cheias e tratamento urbanístico de áreas remanescentes. Serão investidos R$ 32,8 milhões.



Reservatório


A licitação da primeira etapa da execução dos serviços e obras de otimização do sistema de macrodrenagem das bacias dos ribeirões da Pampulha e do Onça prevê obras que compreendem a ampliação da capacidade dos respectivos canais no segmento - próximo à junção do córrego Engenho Nogueira (Aeroporto da Pampulha) e próximo à linha do Metrô de BH, na Estação São Gabriel, com extensão total de 1.630 metros. A licitação está dividida em dois lotes. O primeiro consiste na canalização dos ribeirões Pampulha e do Onça em parede diafragma. Já o segundo lote consiste na canalização do ribeirão Pampulha em canal convencional.


Esse empreendimento tem por objetivo diminuir a possibilidade de inundações na região da avenida Cristiano Machado, nas imediações da Estação São Gabriel, e, por consequência, evitar a interdição da avenida Cristiano Machado, principal via de ligação da região norte da cidade por onde circulam mais de 135 mil veículos por dia.
Serão investidos cerca de R$ 226 milhões nessa obra que vai beneficiar cerca de 145 mil habitantes.


A licitação para o reservatório do bairro das Indústrias compreende a execução dos serviços e obras para implantação de bacia de detenção na região, que terá capacidade de armazenar 120 mil m³ de água e situa-se ao longo do Ribeirão Arrudas, entre as ruas José Carlos Mata Machado e Vasco de Azevedo, na região do Barreiro.


O empreendimento é fundamental para a cidade e se configura como mais uma ação importante na busca pela redução do risco de inundação na bacia do Ribeirão Arrudas. A implantação desse reservatório vai retardar os picos de cheia a jusante e se somará a outras obras importantes já executadas ou em execução, como as bacias de detenção dos córregos Bonsucesso, Olaria/Jatobá e Túnel/Camarões. A obra está estimada em cerca de R$ 32,2 milhões.

 

 

29/09/17. Sudecap executa obras e ações de manutenção para redução de riscos. Fotos: Antonio Rodrigues-Sudecap/PBH

Últimas Notícias

BH em Pauta: Belo Horizonte na tela do Brasil

Belo Horizonte é a atração de edição especial de fim de ano do programa da apresentadora Angélica, da Rede Globo.

20/10/2017 | 17:13

Hospital Célio de Castro abre processo seletivo

Doze profissionais das áreas da Saúde, Comunicação e Administração serão selecionados; edital também prevê enfermeiros como reserva técnica.

19/10/2017 | 19:04