Pular para o conteúdo principal

Instrutor ensina aluno em curso de informática no projeto “A Hora do Código”
Foto: Divulgação PBH

BH em Pauta: A hora do código

01/06/2017 | 15:43 | atualizado em 06/06/2017 | 10:20

Desenvolvido pela Code.org, uma organização sem fins lucrativos, o projeto “A Hora do Código” tem como proposta expandir o ensino de ciência da computação para crianças a adolescentes em escolas de todo o mundo. A estratégia é apresentar o tema de maneira mais lúdica e divertida, utilizando jogos e outras ferramentas para despertar a atenção do público em questão.

 

    O projeto tem se destacado internacionalmente e ganhou o apoio de mais de 400 milhões de pessoas em todo o planeta, entre elas diversas celebridades, como o criador do Facebook, Mark Zuckerberg, e o jogador de futebol Neymar.

 

Em Belo Horizonte, a Prefeitura desenvolve o programa no Centro de Qualificação em Tecnologia da Informação da Prodabel (CQTI), no bairro Ipiranga, região Nordeste da cidade.

 

    A primeira turma é composta por 30 alunos da Escola Municipal Governador Carlos Lacerda, que fica ao lado do CQTI, no bairro Ipiranga. As aulas são ministradas uma vez por semana e a previsão é de que os estudantes concluam o curso no início do próximo semestre.

 

Para o coordenador do projeto, Thiago Ferreira da Silva, o principal objetivo é despertar o desejo e o raciocínio lógico nos jovens. “Eles aprendem rápido e demonstram muito interesse. Com certeza o conhecimento adquirido será levado para a vida inteira”, afirmou.

 

    O coordenador ressalta que os próprios professores aproveitam para aprender sobre a programação no dia a dia e que as conversas para a criação de novas turmas já começaram. “Deu muito certo e queremos expandir”.

 

Já o aluno Marcelo Luiz de Souza, de 13 anos, um dos destaques da primeira turma, agradece pela oportunidade. “Sempre gostei mais de tecnologia do que futebol. Eu não imagino mais a minha vida longe de um computador. Eu não conhecia de programação, mas gostei e quero aprender tudo. Um dia vou trabalhar com isto”.

 

    O presidente da Prodabel, Leandro Garcia, faz questão de destacar a própria experiência de vida. “Aprender a programar é também uma forma de organizar os pensamentos de maneira estruturada. Isto aconteceu comigo quando eu era mais jovem. Vontade, esforço e dedicação: esta é a combinação perfeita para o sucesso”, disse.

 

 

Mercado

    O desempenho do setor de tecnologia chama a atenção, com resultados que vão na contramão do cenário de desemprego no país. Segundo levantamento da Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação, mais de 1,3 milhão de profissionais estão empregados no Brasil atualmente. O detalhe é que há, ainda, milhares de postos esperando por pessoas qualificadas. E uma das estratégias do projeto “Hora do Código” é justamente a de despertar o interesse e investir na capacitação dos mais jovens.

 

Centro de Qualificação em Tecnologia da Informação

    O Centro de Qualificação em Tecnologia da Informação possui computadores com acesso à internet, cujo objetivo é promover a inclusão digital e social por meio da oferta gratuita de cursos e oficinas na área de Tecnologia da Informação e Comunicação. Atualmente, são realizados cursos de Informática Básica, Montagem e Manutenção de Computadores e Redes, além de oficinas de Robótica e Programação.

 

O CTQI integra a Unidade Ipiranga da Prodabel e funciona na Rua José Clemente Pereira, 440, bairro Ipiranga, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Aluno participante do Escola Integrada usa microcomputador em aula do projeto projeto “A Hora do Código”
Aluno participante do Escola Integrada usa microcomputador em aula do projeto projeto “A Hora do Código”
Instrutor ensina aluno em curso de informática no projeto “A Hora do Código”
Instrutor ensina aluno em curso de informática no projeto “A Hora do Código”
Aluno participante do Escola Integrada usa microcomputador em aula do projeto projeto “A Hora do Código”
Aluno participante do Escola Integrada usa microcomputador em aula do projeto projeto “A Hora do Código”
Alunos participantes do Escola Integrada usa microcomputador em aula do projeto projeto “A Hora do Código”
Alunos participantes do Escola Integrada usa microcomputador em aula do projeto projeto “A Hora do Código”