Pular para o conteúdo principal

Estagiária sentada em frente a mesa de escritório; à frente, servidora da Prefeitura.
Foto: Planejamento/PBH

BH em Pauta: Estágio na Prefeitura

23/08/2017 | 16:07 | atualizado em 24/08/2017 | 14:54
Participar do Programa de Desenvolvimento de Estagiário (PDE) da Prefeitura de Belo Horizonte pode ser uma grande oportunidade para estudantes do ensino médio ou superior vivenciarem, na prática, o que aprendem em sala de aula – e também para já se prepararem para o mercado de trabalho. 

Experiência positiva, conta a estudante da Escola Estadual Presidente Dutra, Micaelle Monteiro, que trabalha na Gerência Administrativa Financeira da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Informação. “Eu evoluí muito desde que entrei na administração municipal. Sinto-me mais madura e preparada para as questões da escola e do meu trabalho.”

A aluna do curso de psicologia Karen Soares atua na Gerência De Desenvolvimento de Estágio da Secretaria Municipal Adjunta de Recursos Humanos e conta que a rotina no trabalho a auxilia na compreensão e na visão de uma organização pública. “Inicialmente, trabalhei com o recrutamento e, hoje, faço atendimento a outros estagiários, áreas relacionadas à psicologia organizacional.”

Fabrício de Souza cursa Administração Pública na Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG) e faz o estágio obrigatório na Gerência de Recursos Humanos da Administração Regional Nordeste: “Entrei para a PBH em maio de 2014 e hoje estou na área técnica de segurança do trabalho. Faço atendimento ao servidor, lido com processos administrativos, malotes, arquivos e outras demandas. Aprendi muito aqui, inclusive sobre leis municipais. Tive uma disciplina de recursos humanos na universidade e pude aliar a teoria com a prática, ao aplicar conceitos educacionais no meu dia a dia.”

Segundo a secretária municipal adjunta de Recursos Humanos, Fernanda Neves, o PDEE emprega mais de mil estagiários na administração direta da Prefeitura. Ela explica que as vagas são disponibilizadas, na maioria, em decorrência do encerramento de contrato, que é de dois anos, ou por demanda do órgão. “Em média, disponibilizamos 80 vagas de nível médio e superior por mês. De janeiro até agora, 956 estagiários foram contratados, sendo, no caso dos graduandos, o maior número de oportunidades nas áreas de Gestão Pública, Arquitetura, Engenharia Civil, Serviço Social, Administração, Direito, Psicologia e Comunicação Social.”

Segundo Fernanda, o programa é uma importante ferramenta para o aprimoramento do estudante nas atividades profissionais e, para a PBH, oportunizar essa experiência fortalece e consolida as políticas públicas para o desenvolvimento humano.



Novo sistema

A PBH modernizou neste mês o sistema de inscrições para o estágio de estudantes na administração municipal. Segundo a gerente de Planejamento de Recursos Humanos, Helen Delfim, o novo leiaute é inovador e permite uma melhor gestão das vagas disponíveis. “Nós excluímos as antigas inscrições e reabrimos o sistema, que permite um gerenciamento eficaz do atendimento das vagas. O sistema está mais rápido e é compatível com os principais navegadores de internet.”

Helen ressalta que todos devem refazer as inscrições neste novo sistema, que está disponível no portal da PBH. “Os interessados devem acessar o novo portal da Prefeitura, ir em Acesso Rápido, clicar no link Estudantes à esquerda e, depois, em Estagiários. Os que já fizeram suas inscrições no antigo sistema devem refazê-las”, enfatiza ela.



Volume de inscritos

Desde a implantação do novo sistema, já foram feitas mais de quatro mil inscrições. Os pré-requisitos são a idade mínima de 16 anos; residir em Belo Horizonte; estar regularmente matriculado nos ensinos médio ou superior; e ser frequente em sua instituição de ensino. Os beneficiários de programas sociais têm prioridade nas vagas.

O cadastro não garante o acesso automático às vagas de estágio, mas insere todos os estudantes inscritos em um quadro de reservas, por meio do qual os candidatos são convocados conforme a necessidade da administração municipal. São selecionados candidatos de acordo com a localização do estágio e da residência do candidato.

Os benefícios são bolsa de complementação educacional no valor de R$ 420 para ensino superior e de R$ 370 para o ensino médio; auxílio transporte; seguro de vida e recesso de 30 dias. A jornada de trabalho são quatro horas diárias. Desde janeiro de 2017, já foram contratados 956 estagiários pela PBH. Atualmente, há 902 estagiários de nível médio e 658 de nível superior estagiando nos órgãos da administração municipal.

A gerente de Planejamento e Incorporação Cinthia Soares explica que a PBH tende a chamar os estagiários pelo perfil das vagas. “Depende da necessidade do órgão e da disponibilidade do estagiário. Outro critério adotado para o chamamento é a ordem das inscrições. A pessoa inscrita deve sempre manter os dados atualizados para que a PBH possa acompanhar o perfil e saber como entrar em contato, caso surja oportunidade de estagiar conosco.”



Acesso prioritário

O acesso prioritário é garantido a estudantes pertencentes a famílias beneficiárias do Programa Bolsa-Família, estudantes beneficiários de bolsas de estudos parciais ou integrais concedidas pelo Programa Universidade para Todos (PROUNI), estudantes pertencentes a famílias beneficiárias do Programa Bolsa Escola Municipal e estudantes usuários de programas, benefícios e serviços executados pela Secretaria Municipal Adjunta de Assistência Social de Belo Horizonte.

O candidato com algum tipo de deficiência que deseja ingressar no PDEE deverá comprovar tal condição por meio de laudo médico devidamente justificado, podendo ser homologado por unidade de saúde da administração pública. Podem participar estudantes de educação superior, educação profissional, ensino médio, educação especial e de alunos dos anos finais do ensino fundamental, na modalidade profissional da Educação de Jovens e Adultos.

Mais informações pelo telefone 3246-0472 ou e-mail estagio@pbh.gov.br