Pular para o conteúdo principal

Adultos sentados em sala, assistindo palestra de homem.
Foto: Arquivo Sencoci

BH em Pauta: Empresas se previnem contra o Aedes aegypti

10/08/2017 | 18:49 | atualizado em 16/08/2017 | 08:08
Na sala lotada, olhos fixos nas orientações sobre os perigos da dengue, zika e chikungunya. Colaboradores do Hospital Urológica tiveram um dia de trabalho diferente. Eles participaram de palestra sobre o Aedes aegypti, ministrada pelo grupo de mobilização social da Secretaria Municipal de Saúde, o Mobiliza SUS-BH.


A palestra é uma das atividades promovidas pelo projeto “Empresa sem Aedes”, do Mobiliza SUS-BH, que tem como objetivo disseminar para um público amplo orientações sobre as formas de prevenir a proliferação do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.


O projeto busca o comprometimento das empresas e dos funcionários no combate diário/semanal ao mosquito Aedes aegypti. Além de incentivar a ampliação dos cuidados a serem tomados dentro da empresa e na casa dos colaboradores, a empresa é convidada a divulgar a informação de combate ao vetor aos clientes e comunidade na qual está inserida.


“Fizemos a palestra no momento em que a empresa estava em obras. A mensagem passada pela equipe do Mobiliza foi muito positiva, tanto que a equipe logo quis aplicar na empresa o que foi aprendido. Faremos esse tipo de ação mais vezes e vamos convidar um número maior de pessoas”, afirma a analista de recursos humanos da Urológica, Kátia Andrade.


O Serviço Social da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (SECONCI-MG), formado por empresários da construção civil, mantém com o grupo de mobilização social uma parceria que já dura cinco anos. O carro-chefe dessa parceria é a visita ao canteiro de obras, onde são repassadas informações por meio de esquetes ou palestras. Os técnicos e atores do Mobiliza SUS-BH utilizam nas ações elementos que fazem parte do dia a dia de um canteiro de obras. “É um reforço no treinamento dos novatos, atrai a atenção do trabalhador de forma lúdica, divertida e prática, chamando atenção e cuidados com os possíveis focos do mosquito”, afirma a supervisora da área social do SECONCI, Sylvia Helena Costa.


“Os textos utilizados nas palestras, esquetes e dinâmicas são de fácil compreensão. Tentamos inserir a realidade da empresa no conteúdo das nossas ações artísticas, o que permite que todos compreendam e se sintam seguros para levar no dia a dia, em casa e na comunidade o que aprenderam com a gente”, explica a coordenadora do Mobiliza SUS-BH, Michelly Possidônio.


O Mobiliza SUS-BH realiza ações de combate ao mosquito em todas as regiões da cidade. Este ano, das 209 ações realizadas até julho, 19 foram do projeto. Empresas interessadas podem agendar com o Mobiliza SUS-BH pelo telefone (31) 3246-7534 ou através do email mobilizasus.bh@pbh.gov.br.
 

 

10/08/2017. Empresa sem Aedes Aegypti leva informação e gera multiplicadores. Fotos: Divulgação/PBH