Pular para o conteúdo principal

Carreta da prefeitura
Foto: Divulgação/PBH

BH em Pauta: Carreta da Inclusão

19/06/2017 | 18:19 | atualizado em 23/06/2017 | 08:19

O número de brasileiros sem nenhum tipo de contato com a rede mundial de computadores ultrapassa a casa dos 40%, ou seja, o país tem mais de 80 milhões de pessoas totalmente “offline”, segundo dados divulgados pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), em parceria com o Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) e o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br).



A maioria da população nessa situação pertence às classes D e E. Para amenizar os efeitos dessa desigualdade, a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Empresa de Informática e Informação do Município (Prodabel), leva até as comunidades o projeto Conexão Aberta: uma carreta equipada com computadores e impressoras. Conhecida como Unidade de Telecentro Móvel, a carreta retomou as atividades este ano e ressurgiu como uma importante ferramenta de inclusão digital e social. A Secretaria Municipal de Educação também participa do programa. 



Desde a criação do projeto, em 2004, mais de 250 mil pessoas já utilizaram o serviço. No local, são oferecidos cursos para todas as idades, acesso gratuito à internet e serviços, como pagamento e impressão de segunda via de contas, emissão de currículos, acesso a e-mails e mídias sociais etc. A carreta sempre fica estacionada em alguma escola municipal para facilitar o acesso dos alunos, mas o serviço também é liberado para os moradores da comunidade. 



O veículo que desenvolve o projeto Conexão Aberta já esteve na Escola Municipal Maria Assunção de Marco, no bairro Goiânia, região Nordeste de Belo Horizonte, onde cerca de mil pessoas utilizaram o espaço. É o caso do estudante Vilson Braga, de 12 anos, que agradeceu pela oportunidade: “Não tenho nem computador em casa. Na carreta eu consigo fazer o trabalho da escola e pesquisar sobre jogos, brincadeiras e muitas outras coisas.” 



“Muitas pessoas ainda não possuem acesso à internet, ou sequer a um computador. A carreta é importante porque visa a preencher esta lacuna, oferecendo aprendizado a quem mais precisa”, afirma Leandro Garcia, presidente da Prodabel. 



Em agosto, aproveitando o segundo semestre das aulas nas escolas, as atividades da carreta serão intensificadas, passando por outros pontos da cidade. A previsão é a de que as atividades comecem no Barreiro e passem ainda pelas regionais Centro-Sul, Norte e Oeste. O espaço funciona entre 8h e 20h, de segunda a sábado, sempre com a presença de monitores.  



Reforma



Além da intensificação dos trabalhos na carreta, outra boa notícia é que, em breve, o veículo será totalmente repaginado. Uma nova pintura, mais moderna e voltada para o público jovem, será feita na parte externa do veículo. O processo já está em fase de conclusão. Os artistas responsáveis pela arte são os alunos da Escola Municipal Maria Assunção de Marco, do bairro Goiânia, que na passagem da carreta pelo local fizeram uma pintura no muro como homenagem ao projeto.

Últimas Notícias

Vista aérea do Parque Juscelino Kubistchek, durante o dia. Parque Juscelino Kubistchek vai receber obras para maior conforto dos visitantes
Mais conhecido como Praça JK, o parque terá sua quadra de futebol de areia, muito procurada pelas comunidades, completamente reformada. 
14/08/2019 | 21:09
Mais de trinta pessoas passeando no BH é da Gente - Savassi, durante o dia. Shows de jazz, bossa e samba são atrações do BH é da Gente de domingo, dia 18/8

BH é da Gente tem ‘boliche ecológico’, ação contra Leishmaniose e shows de jazz, bossa e samba, neste domingo, dia 18/8.

14/08/2019 | 21:02