Pular para o conteúdo principal

BH em Pauta: Amigo Bip Bip

12/06/2017 | 18:23 | atualizado em 22/06/2017 | 08:55

Onze locais de Belo Horizonte já estão equipados com o dispositivo que auxilia pessoas com deficiência visual, baixa visão e idosas a fazer com mais autonomia uma travessia segura das vias. A implantação de semáforos com aviso sonoro é uma parceria da BHTrans com o Movimento Unificado dos Deficientes Visuais (Mudevi), que trabalham em conjunto tanto na identificação dos locais prioritários para a implantação dos dispositivos quanto no monitoramento da operação para eventuais ajustes. Já há um plano de expansão do equipamento para outras regiões da cidade.


O representante do Mudevi, William de Lélis, ressalta que os cegos enfrentam dificuldades, notadamente à noite, para encontrar alguém para auxiliá-los na travessia. Ele pontua que também há a questão da segurança, afinal, não há como saber quais são as intenções de quem se aproxima. “Com os semáforos com aviso sonoro, as pessoas com deficiência visual têm um pouco mais de autonomia e segurança na hora de atravessar”, observa William, que fez uma demonstração como usuário, acompanhado de Renata Carvalho, também integrante do Mudevi.


Para o presidente da Associação de Amigos do Instituto São Rafael, Juarez Gomes Martins, o novo equipamento é “mais uma ferramenta para a independência das pessoas com deficiência visual”.


Marcos Fontoura, coordenador do projeto Acessibilidade para Todos, da BHTrans, pondera que os equipamentos de aviso sonoro nos semáforos vão além de garantir mais autonomia e segurança para pessoas com deficiência visual. Os projetos de mobilidade para a cidade devem compreender a importância de atender à necessidade de todos. “Quando é bom para quem mais precisa, é bom para todos”, afirmou Marcos Fontoura.


Como funciona 


Na calçada, antes de a pessoa realizar a travessia, o equipamento de aviso sonoro, que é uma caixa amarela fixada no poste do semáforo para pedestres, vai emitir sons – “bip-bip”. O dispositivo indica que a via está apta para a travessia segura do pedestre. Quando o tempo da travessia está terminando, o aviso sonoro fica mais acelerado, portanto, o pedestre saberá que aquele momento não é adequado e seguro para iniciar a travessia. 


Quando não há sons, o equipamento indica que o semáforo está aberto aos veículos e fechado aos pedestres. Em travessias duplas, em que é necessário atravessar as duas pistas aguardando um momento no canteiro central, os dispositivos emitem sons diferentes para que os usuários possam distinguir o momento correto para atravessar a primeira e a segunda via.
 


Acessibilidade universal  



A Prefeitura de Belo Horizonte está elaborando uma Política de Acessibilidade na Mobilidade Urbana (Acessibilidade para Todos), como mais uma etapa da revisão permanente do Plano Diretor de Mobilidade Urbana de Belo Horizonte (PlanMob-BH). Os semáforos com indicação sonora são um importante passo da BHTrans para atender às expectativas e necessidades das pessoas com deficiência visual, dentro do conceito de acessibilidade universal. Saiba mais sobre o Acessibilidade para Todos no portal da BHTrans.


LOCAIS COM SEMÁFOROS COM AVISO SONORO


- Praça Sete - Avenidas Afonso Pena com Amazonas
 
- Instituto São Rafael - Avenida Augusto de Lima
 
- Avenida Paraná com Rua dos Tamoios;
 
- Rua dos Tupis com Rua São Paulo;
 
- Praça da Liberdade;
 
- Rua Santa Rita Durão com Avenida Cristóvão Colombo;

- Rua da Bahia em frente Instituto Isabela Hendrix;
 
- Mercado Central - Avenida Augusto de Lima;
 
- Rua São Paulo com Rua dos Goitacazes;
 
- Shopping Cidade - Rua Rio de Janeiro;
 
- Rua José Rodrigues com Avenida Engenheiro Carlos Goulart.

Últimas Notícias

BH em Pauta: Belo Horizonte na tela do Brasil

Belo Horizonte é a atração de edição especial de fim de ano do programa da apresentadora Angélica, da Rede Globo.

20/10/2017 | 17:13

Hospital Célio de Castro abre processo seletivo

Doze profissionais das áreas da Saúde, Comunicação e Administração serão selecionados; edital também prevê enfermeiros como reserva técnica.

19/10/2017 | 19:04