Pular para o conteúdo principal

Dez integrantes da equipe SADA de vôlei sentado posam para foto.
Foto: Carla Dantes

Belo Horizonte é palco de torneios de vôlei para pessoas com deficiência

01/10/2019 | 21:08 | atualizado em 07/10/2019 | 09:12

Belo Horizonte vai sediar no sábado e no domingo, dias 5 e 6 de outubro, duas competições de voleibol para pessoas com deficiência, a Copa de Voleibol Sentado 2019 e o Desafio Minas x Goiás x São Paulo. Patrocinados pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, os torneios serão realizados pela Federação Mineira de Voleibol no Ginásio do Cruzeiro (rua Guajajaras, 1722, Barro Preto). A entrada é gratuita.

 

A Copa de Voleibol Sentado corresponde a uma etapa da Supercopa Interclubes 2019, torneio nacional que é disputado em sete etapas ao longo da temporada.

 

Com seis clubes na disputa, incluindo a equipe do Sada/AM Paradesportos-PBH, a Copa de Voleibol Sentado será realizada no sábado, dia 5, a partir das 9h, no Barro Preto.

 

Além do time representante de Belo Horizonte, estarão na disputa o SDPD/Barueri, o ADFEGO e as equipes A, B e Feminino do SESI-SP. Conforme o regulamento, todos os participantes vão se enfrentar, com cinco jogos para cada. O título fica com a equipe que somar mais pontos.

 

Já no domingo, das 9h ao meio-dia, será realizado o Desafio Minas x Goiás x São Paulo, uma competição triangular de caráter interestadual que vai reunir o Sada/AM Paradesportos-PBH como representante de Minas Gerais, o ADFEGO (Goiás) e o SDPD/Barueri (São Paulo).

 

 

Investimentos em 2019

Filiada à Federação Mineira de Voleibol (modalidade paradesporto), o Sada/AM Paradesportos-PBH é mantido pela Associação Mineira de Paradesporto com o apoio do Superar, programa desenvolvido pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer.

 

A equipe realiza os treinos três vezes por semana, às terças, quintas e sábados, no ginásio do Centro de Referência para a Pessoa com Deficiência, no bairro Carlos Prates, a maior unidade do Superar.  

 

Os atletas da equipe são homens de 15 a 45 anos, com situação de amputação de uma ou duas pernas, lesões articulares nos joelhos e paralisia cerebral leve. Também há caso de amputação de um braço.

 

Na temporada deste ano, o Sada/AM Paradesportos-PBH recebeu investimentos que viabilizaram uniformes, materiais esportivos e a contratação de treinador e fisioterapeutas especializados para a evolução física e técnica dos atletas.

 

Os recursos financeiros são procedentes do patrocínio da Sada, obtido pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer por meio da elaboração do projeto Vôlei Sem Limites, aprovado pela Lei Estadual de Incentivo ao Esporte.

 

O Superar é um programa da Prefeitura de Belo Horizonte que promove atividades físicas para mais de 900 pessoas com deficiência física, visual, intelectual, auditiva, múltipla e autismo. São oferecidas 16 modalidades esportivas em nove unidades de atendimento.

 

 

Sobre a modalidade

No vôlei sentado, podem competir homens e mulheres com alguma deficiência física ou relacionada à locomoção. São seis jogadores em cada time, divididos por uma rede de altura reduzida e em uma quadra menor que a da versão olímpica da modalidade. No Brasil, a modalidade é administrada pela Confederação Brasileira de Voleibol para Deficientes.


Últimas Notícias

Imagens da região da Comunidade Dandara durantes a urbanização PBH leva urbanização e melhorias na qualidade de vida à Comunidade Dandara

A Comunidade Dandara possui hoje cerca de 1,35 mil famílias morando nas mais de 20 ruas transversais.

12/08/2020 | 16:43
Imagens aérea do centro de Belo Horizonte PBH cria Comitê de Acompanhamento da Implementação da Lei Aldir Blanc

O comitê é composto por 23 integrantes, sendo 11 do executivo municipal e 11 da sociedade civil, além de um representante técnico da UFMG.

12/08/2020 | 16:43