Pular para o conteúdo principal

A foto mostra cerca de 30 pessoas sentadas em mesas do Restaurante Popular VI em Belo Horizonte.
Foto: Norma Duarte

Belo Horizonte apresenta Política de Segurança Alimentar e Nutricional na África

28/08/2018 | 19:16 | atualizado em 05/11/2018 | 09:32

A Prefeitura de Belo Horizonte apresentou seus programas, projetos e serviços em segurança alimentar e nutricional durante o evento “Inclusive Metropolitan Cities and City Regions”, em Joanesburgo (África do Sul), no ultimo dia 27.

A secretária municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, Maíra Colares, representou o prefeito Alexandre Kalil em um painel sobre justiça ambiental, ao lado de Solly Msimanga, prefeito da cidade de Tshwane, e de Gillian Maree, pesquisadora do Observatório da cidade-região de Gauteng, ambas da África do Sul. Os participantes debateram atividades de planejamento alimentar urbano, com foco em questões de justiça, adaptação e resiliência.

“A política de Segurança Alimentar e Nutricional de Belo Horizonte é compreendida, desde as suas origens, como um ousado esforço para o combate à fome. Ela apresenta ótimos resultados. Mas também fomos chamados para participar do evento graças às recentes inovações em nossos sistemas agroalimentares urbanos resilientes, plurais e inclusivos, além da qualificação dos serviços dos restaurantes populares e do programa de Alimentação Escolar”, explica Maíra.

O evento acontece anualmente e é organizado por uma rede global de cidades e regiões metropolitanas, servindo como uma plataforma de articulação entre pesquisadores e gestores de grandes cidades do mundo. 


Segurança Alimentar e Nutricional

De acordo com a Lei Federal 11.346/2006, Segurança Alimentar e Nutricional é a realização do direito de todos ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais, tendo como base práticas alimentares promotoras de saúde que respeitem a diversidade cultural e que sejam ambiental, cultural, econômica e socialmente sustentáveis.

“A Prefeitura de Belo Horizonte atua para garantir o direito humano à alimentação adequada, por meio de seu trabalho na assistência alimentar, do fomento à agricultura urbana e familiar, do acesso do cidadão a um mercado com preços baixos e da implementação de uma educação alimentar e nutricional”, considera Maíra Colares.


Avanços na Segurança Alimentar 

A Prefeitura tem apresentado, nos últimos anos, avanços extremamente significativos em Segurança Alimentar e Nutricional. Desde janeiro de 2017, foram investidos R$ 91,4 milhões na área, o que beneficiou 141 mil pessoas, e servidas R$ 130,2 milhões de refeições na rede assistencial, de educação e nos Restaurantes Populares. O Refeitório Popular da Câmara Municipal foi reaberto e, considerando toda rede de restaurantes, houve um aumento de mais de 76 mil refeições servidas. 

O programa Direto da Roça foi ampliado, com a criação de mais 29 novos pontos de comercialização, totalizando 49 no total, e foram doadas 179 toneladas de alimentos a entidades socioassistenciais.  Para a aquisição de produtos da agricultura familiar houve investimento de R$ 7,1 milhões. Com isso, os recursos investidos na compra de produtos dessa modalidade para a alimentação escolar pularam de 2% para 40%, o que implicou geração de renda para pequenos produtores e oferta de uma alimentação mais saudável para os estudantes. 

“Essas são as características positivas de nosso trabalho, o que nos coloca em posição de destaque mundial e nos habilita a apresentar nossas experiências e números internacionalmente”, avalia a secretária. 


Últimas Notícias

Visão do centro de BH Confira o funcionamento da Prefeitura no feriado de 15 de novembro

O dia 15/11 é feriado nacional em comemoração ao Dia da Proclamação da República (Lei Federal 662, de 1949).

14/11/2019 | 10:41
Mapa da operação de trânsito Operação especial na Rodoviária em função do feriado de 15/11

A BHTrans realiza, de 13 a 18/11, intervenções operacionais no trânsito na região da Rodoviária organizar e garantir a fluidez de veículos.

12/11/2019 | 16:06