Pular para o conteúdo principal

 Ayo, filhote de gorila do Zoológico de BH, completa 5 anos
Foto: Suziane Brugnara

Ayo, filhote de gorila do Zoológico de BH, completa 5 anos

criado em 06/05/2022 - atualizado em 06/05/2022 | 17:09

Uma das famílias mais queridas do Zoológico de Belo Horizonte comemora o aniversário de um de seus integrantes. No próximo dia 8, o filhote de gorila Ayo completa cinco anos. Filho de Imbi e Leon, seu nome em dialeto africano significa “alegria”. 

O aniversário de um filhote de gorila é o momento oportuno para chamar a atenção para as ameaças a que essa espécie enfrenta em ambiente natural. Além disso, apresentar os cuidados adotados para se manter esses animais com elevados níveis de bem-estar, bem como destacar o importante papel do zoológico na conservação integrada das espécies que estão sob os seus cuidados. 

Os sete gorilas que estão sob os cuidados do Zoológico de BH são da planície ocidental (Gorilla gorilla gorilla), uma subespécie que é nativa das florestas da região Centro-Oeste do continente Africano, e que está criticamente em perigo de extinção (IUCN, 2021-3). 

Para garantir o bem-estar da espécie foram necessárias adaptações. O recinto foi reformado, passando a atender às necessidades físicas e comportamentais dos animais. O que muito contribuiu para o sucesso desse processo é a credibilidade que o Zoológico de BH tem nacional e internacionalmente, resultado do trabalho de excelência desenvolvido por uma equipe técnica qualificada. 

Tudo isso foi fundamental para que, em 2010, a Associação Europeia de Zoológicos e Aquários (EAZA, sigla em inglês) aprovasse a entrada da instituição para o Programa Europeu de Espécies Ameaçadas/Gorilla (Gorilla/EEP), habilitando-o a participar do programa de conservação ex situ da espécie, isto é, fora do ambiente natural. 

O grupo foi formado a partir de 2013 e, atualmente, além de Ayo, estão no plantel os filhotes Anaya, que completa três anos em 8 de junho, Sawidi e Jahari, os dois mais velhos, que completam oito anos em 5 de agosto e em 10 de setembro, respectivamente. A família conta, ainda, com três indivíduos adultos, sendo um macho dominante (silverback), Leon, e duas fêmeas, Imbi e Lou Lou. Sawidi e Anaya são filhos da gorila Lou Lou; e Jahari e Ayo, de Imbi. 

Ameaças à espécie 

Dentre as principais ameaças a esses animais, quando em ambiente natural, está a caça predatória para a obtenção de carne, mesmo em áreas legalmente protegidas. Doenças infecciosas, como as epidemias do vírus ebola, em vários pontos da África; a perda de habitat, devido à substituição de cobertura vegetal nativa por plantações; e a recente expansão da extração mineral em escala industrial também tem contribuído para a redução desses animais. 

Em relação às mudanças climáticas, embora os seus prováveis impactos ainda não sejam conhecidos, há algumas previsões que sugerem o ressecamento das florestas tropicais úmidas na região de ocorrência da espécie, com consequências potencialmente negativas para toda a ecologia florestal. 

O manejo de gorilas sob cuidados humanos é realizado de forma integrada por todos os zoológicos que mantêm esses animais e sua reprodução é cuidadosamente planejada, baseando-se em critérios genéticos, dentre outros. Essa estratégia garante a proteção nessas instituições de um percentual significativo da população mundial desses animais em condições saudáveis, genéticas e demograficamente viáveis, podendo contribuir, quando necessário, com projetos que têm como objetivo devolver alguns indivíduos para a natureza. 

Essas instituições são também capazes de gerar empatia e de conectar as pessoas aos animais e ao seu ambiente natural, inspirando assim novas atitudes em defesa da preservação da natureza. Além disso, os seus programas educativos estimulam a formação de cidadãos sensíveis e comprometidos com as ações de conservação.