Pular para o conteúdo principal

Dez mulheres, em torno de uma mesa, fazendo artesanato.
Foto: Divulgação PBH

Atividades manuais promovem melhora na qualidade de vida da região Leste

08/01/2019 | 18:17 | atualizado em 08/01/2019 | 20:03
Para promover a saúde, socialização e convivência de mulheres, o Centro de Saúde Pompeia formou um grupo de artesanato que atende cerca de 20 usuárias. Todas as terças-feiras, a partir das 14h, mulheres na faixa etária de 30 a 90 anos se reúnem para fazer tricô, crochê, bordados e outros trabalhos manuais. O grupo tem como objetivos favorecer a convivência lúdica e promover a saúde da mulher de forma interativa. Os impactos desses encontros são perceptíveis. 


De acordo com a Agente Comunitária de Saúde e coordenadora do grupo, Claudiane Borges, esse trabalho proporciona a melhora da qualidade de vida dessas mulheres, seja na redução de um medicamento ou no enfrentamento de alguma fragilidade emocional. “As meninas costumam chamar as aulas de terapia, porque aqui é o lugar em que elas se sentem à vontade e recebem o apoio e incentivo umas das outras”.


Para a usuária Alcione Augusta, 50, que começou a frequentar o espaço há pouco tempo, a participação no grupo de artesanato tem sido fundamental na recuperação de sua cirurgia. “Eu acabei de vencer um câncer no pulmão e participar desses encontros é muito importante para mim, porque aqui eu tenho um espaço para conversar e conviver com outras pessoas e isso me traz muita tranquilidade, algo necessário para minha recuperação. Além disso, a atividade do artesanato proporciona um grande aprendizado, todos os dias vivenciamos algo novo”.


Dona Deusdema Antônia Gonçalves, 90, que também participa das aulas de artesanato recebe o apoio e incentivo de suas colegas para superar suas dificuldades. “Eu descobri um glaucoma há pouco tempo e pensei sair do grupo, pois estava com muita dificuldade em acompanhar, mas elas não deixaram. Continuar aqui é importante para mim, saio muito mais feliz e mais disposta do que antes de entrar”.



Feira de artesanato

Os trabalhos que são feitos pelo grupo são expostos em feiras de artesanato realizadas duas vezes por ano. A primeira edição acontece em maio e a segunda em dezembro. “A feira é uma oportunidade para elas exporem os trabalhos feitos ao longo do ano e venderem os artesanatos para arrecadar uma renda extra”, explica Claudiane.

 

 

08/01/2019. Artesanato no Centro de Saúde Pompéia. Fotos: Divulgação/PBH

Ouça este conteúdo

Últimas Notícias

PBH realiza reconstrução da rede de drenagem na avenida dos Andradas

Reconstrução da rede de drenagem na avenida dos Andradas gera economia e mais segurança à população.

16/01/2019 | 19:44
Fachada do BH Resolve, durante o dia. Sala Mineira do Empreendedor, no BH Resolve, vai oferecer serviços da Fecomércio

Desde 15/1, a Fecomércio MG vai oferecer seus serviços na Sala Mineira do Empreendedor, no BH Resolve.

15/01/2019 | 19:50