Pular para o conteúdo principal

Informações da Prefeitura de Belo Horizonte sobre a Covid-19
Foto: Arte PBH

Atividades de formação cultural serão ofertadas on-line

05/08/2020 | 16:24 | atualizado em 06/08/2020 | 11:19

A Secretaria Municipal de Cultura e a Fundação Municipal de Cultura abrem nesta quarta-feira (5) inscrições para laboratórios, minicursos e oficinas formativas on-line em artes e cultura, ministradas pela equipe da Escola Livre de Artes Arena da Cultura ao longo do segundo semestre de 2020. A iniciativa traz opções de atividades formativas na área da cultura neste período em que as aulas presenciais da Escola estão suspensas, em razão das medidas de distanciamento social para o combate à pandemia da Covid-19 na cidade.

Qualquer pessoa interessada em atividades de formação cultural pode se inscrever para participar das oficinas virtuais. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até o próximo dia 14, com vagas limitadas. O link para inscrição, bem como a relação de todas as atividades disponíveis e suas respectivas datas de realização, pode ser acessado no site.

Ao todo, serão mais de 80 atividades artísticas e culturais ofertadas, entre oficinas, laboratórios, minicursos e estudos complementares dos cursos de longa duração nas áreas de artes visuais, circo, dança, design popular, música, patrimônio cultural, teatro, audiovisual, bastidores das artes e gestão e produção cultural, além dos encontros do tradicional Brinquedos e Brincadeira, que também passam a ocorrer em ambiente virtual. Um destaque é a oferta de uma atividade Transversal, que contempla conteúdos de várias áreas abrangidas pela ELA-Arena.

Os interessados em participar das oficinas, minicurso e laboratórios virtuais devem ter a partir de 14 anos, sendo que em algumas atividades podem participar pessoas a partir de 10 anos de idade. Para os encontros do Brinquedos e Brincadeiras – Brincando em Casa, não há limite de idade, entretanto serão disponibilizadas 250 vagas por sessão.

De acordo com a secretária Municipal de Cultura e presidenta interina da Fundação Municipal de Cultura, Fabíola Moulin, as atividades on-line da Escola Livre de Artes permitem a formação cultural e artística ofertada pela Prefeitura mesmo durante o período de distanciamento social. “Diante do contexto atual, com a pandemia da Covid-19, precisamos nos adaptar e buscar meios de manter um vínculo afetivo e efetivo com os estudantes da ELA-Arena da Cultura, especialmente tendo em vista a representatividade da Escola e a crescente demanda pelas atividades que ela oferta. Esperamos que essa alternativa para a transmissão do conhecimento possa beneficiar muitas pessoas, principalmente aquelas que já possuem um vínculo com a Escola”, afirma.

Todas as atividades on-line da ELA-Arena da Cultura serão ministradas através da plataforma de Ensino Aberto à Distância – EAD, desenvolvida pela Prefeitura. A ferramenta, criada pela Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte (Prodabel), oferece um conjunto de possibilidades que favorece a interatividade entre docentes e discentes, a troca de conhecimentos entre os participantes e a transmissão de saberes, a exemplo dos encontros on-line (sessões de aula ao vivo), chats e fóruns de participação.

“No modelo de formação à distância em arte e cultura que desenvolvemos, estar sentado em frente à tela é uma dentre muitas possibilidades apresentadas. Aulas de malabarismos, danças afro-brasileiras e expressão corporal no teatro, por exemplo, entre outras práticas, convidam alunos e alunas a se conectarem com seus corpos no contexto atual”, afirma Frederico Diniz, gerente da Escola Livre de Artes Arena da Cultura.

          

Brinquedos e Brincadeiras – Brincando em Casa

Os encontros do Brinquedos e Brincadeiras também serão realizados no formato virtual neste segundo semestre, convidando as pessoas a brincarem em casa.  Neles, as crianças e seus familiares são estimuladas a vivenciar brincadeiras populares, valorizando a confecção de brinquedos a partir de materiais que possuem em suas casas. O formato também prevê brincadeiras com o corpo, desenvolvimento da oralidade com brincadeiras cantadas e com a palavra, brincadeiras presentes na memória das famílias e o reconhecimento das artes e dos elementos da cultura brasileira.

A expectativa é que, a partir de setembro, sejam realizados até cinco encontros a cada semana, seguindo até o mês de dezembro. As inscrições para participar podem ser feitas até 14 de agosto, por meio do site .



Projeto Integrarte forma agentes municipais

Desenvolvido pela Escola Livre de Artes Arena da Cultura desde 2016, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, o Projeto Integrarte também foi reorganizado para o contexto do distanciamento social. O Integrarte proporciona formação em artes e cultura para agentes públicos da Rede Municipal de Ensino de Belo Horizonte (RME-BH), abrangendo, indiretamente e como consequência deste processo, cerca de 20 mil alunos.

Entre julho e agosto, diversas atividades da ELA-Arena da Cultura já foram promovidas pelo Integrarte, por meio da plataforma EAD da PBH, com vagas para mais de 700 atendimentos a profissionais da Rede Municipal de Ensino. No 2º semestre, serão abertas mais 450 vagas. As  inscrições são exclusivas para os agentes públicos da RME-BH e podem ser feitas até 14 de agosto no site.
 


A Escola Livre de Artes Arena da Cultura

A Escola Livre de Artes Arena da Cultura desenvolve cursos e oficinas em 10 áreas culturais. Nos últimos anos, a ELA-Arena vem se destacando como uma das mais importantes escolas públicas e gratuitas de formação artística e cultural do país, com uma crescente demanda pela população demonstrada pelo aumento na oferta de vagas: em 2018, foram disponibilizadas cerca de 4 mil vagas, ao todo; número que cresceu para cerca de 4,6 mil, em 2019; e deve ser ainda maior em 2020, ainda que com as atividades ofertadas em ambiente virtual, em razão da pandemia da Covid-19.

As atividades virtuais planejadas para o segundo semestre dão continuidade a encontros no mesmo formato que começaram a ser realizados a partir de junho de 2020. Na primeira etapa, a oferta dos cursos e oficinas on-line foi direcionada especialmente às pessoas que haviam se matriculado para as atividades presenciais do 1º semestre de 2020 da ELA-Arena. Atualmente, 15 ações formativas da ELA-Arena, em média, são realizadas na plataforma diariamente, sendo que, no período noturno, a Escola Expandida chega a atender um público superior a 100 alunos e alunas simultaneamente, residentes em Belo Horizonte e região metropolitana.

Os alunos já inscritos na ELA-Arena poderão continuar participando das aulas virtuais complementares durante o segundo semestre e, assim que for permitido pelos protocolos sanitários do município, voltarão a frequentar as aulas presenciais dos seus respectivos cursos. Os participantes das oficinas, cursos e laboratórios virtuais receberão um certificado de participação associado às respectivas atividades formativas.