Pular para o conteúdo principal

Casas e muros se mistural a basco e lago com plantas em quadro com as cores verde, azul, amarelo e marrom. Foto: Acervo MHAB
Foto: Acervo MHAB

Artista Petrônio Bax é homenageado no Museu Abílio Barreto

10/04/2017 | 17:44 | atualizado em 01/06/2017 | 09:40

A Fundação Municipal de Cultura abre ao público, amanhã, terça-feira, dia 11 de abril, no Museu Histórico Abílio Barreto (Av. Prudente de Morais, 202, Cidade Jardim), a exposição “Bax e a Cidade Modernista”. Com curadoria de Simone de Carvalho Bax, filha do artista, a mostra reflete sobre a relação entre Petrônio Bax e a capital mineira, no ano em que o artista completaria seu 90º aniversário. A mostra fica em cartaz até o dia 11 de maio e pode ser visitada de terça a domingo das 10h às 17h; e nas quartas e quintas-feiras, das 10h às 21h. A entrada é gratuita.

 

A exposição é composta por pinturas, esculturas, documentos e fotografias que, dentro de uma perspectiva histórica, demonstram a relação desse artista com Belo Horizonte, local escolhido por ele para constituir sua carreira. Aluno da primeira turma da Escola de Belas Artes, criada por Guignard no Parque Municipal, Bax participou do efervescente período cultural de Belo Horizonte, a partir da segunda metade dos anos 1940.

 

Outras duas obras de Petrônio Bax também podem ser vistas no Museu Histórico Abílio Barreto. A Pinacoteca MHAB recebe a tela “Aldeia de Pescadores”, pintada por Bax, em 1954, e premiada, em segundo lugar, no Salão de Belas Artes de Belo Horizonte, no ano seguinte. Já na sessão “Peça em Destaque”, o Museu apresenta a escultura de “Santo Antônio com o Menino”, obra realizada por Bax, premiada com o primeiro lugar na seção escultura do 10º Salão de Artes da Prefeitura de Belo Horizonte, em 1955.