Pular para o conteúdo principal

Fragmento da instalação fotográfica de Fernando Lara no Museu Casa Kubitschek
Fragmentos fotográficos/Fernando Lara Foto: Lucas Menezes

Arquitetura moderna e popular brasileira é tema de encontro virtual

criado em 21/06/2021 - atualizado em 21/06/2021 | 13:12

A Secretaria Municipal de Cultura, a Fundação Municipal de Cultura e o Instituto Periférico apresentam o encontro virtual  "Modernismo Popular - molduras conceituais para entender as cidades brasileiras", com o arquiteto Fernando Lara. A atividade educativa on-line integra o ciclo de formação de 2021 do Museu Casa Kubitschek, na programação do Pampulha Território Museus. O encontro debaterá sobre as características do modernismo brasileiro, buscando entender as razões da penetração desse movimento arquitetônico, além de revelar ao público de que modo o acervo do MCK reflete o contexto sociocultural brasileiro dos anos 1950. A atividade será no próximo dia 23, às 10h e os participantes receberão certificado. Os interessados poderão fazer sua inscrição pela plataforma Sympla, neste link, até 22 de junho. Mais informações no site www.pampulhaterritoriomuseus.com.br

 

O projeto “Formações na Pampulha” é um programa continuado de formação, que aborda diversas temáticas relacionadas à atuação dos museus públicos municipais da Pampulha. A iniciativa tem o objetivo de realizar encontros de formação com professores, educadores, estudantes e interessados nas áreas do patrimônio, das artes, da arquitetura, do paisagismo, do design e da educação. 

 

A programação, composta por cinco encontros em 2021, dialoga com as exposições e os acervos apresentados pelos equipamentos culturais e com o Território, inspirando experiências, investigações e reflexões sobre as temáticas que compõem a paisagem cultural do Conjunto Moderno da Pampulha. A ação será realizada respeitando os protocolos de combate à Covid-19. 

 

Essa iniciativa enfatiza a vocação do museu em oferecer aos visitantes experiências reflexivas e sensíveis no campo da arquitetura residencial mineira e nacional, do paisagismo e da história da própria Pampulha. 

 

O Museu Casa Kubitschek 

 

O Museu Casa Kubitschek (MCK)- integra o Conjunto Arquitetônico da Pampulha e tem como sede a casa modernista construída para ser residência de fim de semana do então prefeito Juscelino Kubitschek (1940- 1945). Marco da arquitetura moderna dos anos de 1940, a casa projetada por Oscar Niemeyer é cercada por exuberante jardim planejado pelo paisagista Roberto Burle Marx, em terreno de aproximadamente 3 mil metros quadrados. O museu foi inaugurado em 2013, com o objetivo de oferecer ao público experiências reflexivas e sensíveis no campo do paisagismo, da arquitetura residencial, dos modos de morar e da história da Pampulha, por meio da realização das ações de aquisição, conservação, investigação e difusão de acervos referenciados no movimento modernista e na ocupação da região da Pampulha. 

 

Sobre o Pampulha Território Museus 

 

O Museu de Arte da Pampulha (MAP) e a Casa do Baile são reconhecidos pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade, e o Museu Casa Kubitschek é um importante ícone da arquitetura residencial modernista. Os três são unidades museais presentes na paisagem cultural do Conjunto Moderno da Pampulha. 

 

Ao reconhecer sua importância e representatividade para Belo Horizonte, o “Pampulha Território Museus”, lançado em dezembro de 2020, busca promover cada um desses espaços, valorizando suas vocações museológicas e sua relação com a cidade.  

 

Por meio da parceria entre a Fundação Municipal de Cultura e a OSC Instituto Periférico, selecionada por meio de edital, os museus recebem uma programação cultural inovadora, com exposições, atividades culturais e educativas, estimulando a participação ativa dos cidadãos.  Até dezembro de 2021, a iniciativa realizará 3 exposições, 20 atividades culturais, 48 atividades educativas, 10 projetos de design e 3 publicações.