Pular para o conteúdo principal

Dois técnicos da Urbel orientando moradores em meio à obra.
Foto: Lidiane Sant'Ana/PBH

Áreas de risco geológico recebem muros de contenção

19/07/2018 | 15:35 | atualizado em 19/07/2018 | 16:02
Muitas famílias da Vila Ecológica, na região do Barreiro, já viram a enxurrada e a lama invadirem suas casas. “Toda vez que chove é assim. O barranco aqui na porta da cozinha foi só descendo”, conta Simone Mendes. Contemplada com uma obra do Programa Estrutural em Área de Risco (PEAR), ela respira aliviada. “Quando uma parte do barranco caiu na direção da casa, meus vizinhos me passaram o telefone da Urbel e eu solicitei a vistoria”, relembra. Simone mora com a filha e o neto na rua Ecológica há 17 anos. O imóvel foi classificado como de alto risco. 

No Pear todos são chamados a colocar mãos à obra. A Prefeitura faz o estudo, o projeto, doa os materiais e fiscaliza a execução, que fica a cargo dos moradores. Moisés Marques construiu a própria casa no Beco Conselheiro Lafaete, mas confessa que é a primeira vez que fura um tubulão. “Tínhamos feito um muro com pneu, madeira e latão”, lembra, enquanto instala a ferragem que sustentará o muro de alvenaria. Com a instabilidade da contenção improvisada, a casa dele ameaçava ceder. O filho de Moisés, Davi Fernandes, de 18 anos, também está se empenhando na obra. “Ajudei a limpar o terreno, a abrir o tubulão, carreguei ferragem e estou trazendo a brita”, enumera.

O muro de contenção de concreto terá 12 metros de extensão e beneficiará diretamente três famílias. Mônica Aparecida mora com o marido e dois filhos abaixo da área do barranco. “A água entrava em casa”, conta. Já a vizinha Gleiciane Paula temia a queda da terra e das árvores que estão sobre ela. “Se elas caíssem iriam atingir a minha casa em cheio”, avalia. 

Segundo a supervisora de Monitoramento da Diretoria de Áreas de Risco e Assistência Técnica da Urbel, Patrícia Avelar, o trabalho dos técnicos é contínuo. "No período chuvoso, as ações são intensificadas para o monitoramento dos locais que apresentam risco geológico e, na época da seca, as intervenções têm um caráter mais preventivo, como as obras realizadas no Barreiro, com mão de obra dos próprios moradores, sempre orientados pela nossa equipe", explica. Pelo menos outras 15 obras de contenção já foram feitas na Vila Ecológica por meio do PEAR nos últimos dois anos. O grau de risco e as intervenções são definidos a partir da avaliação de engenheiros e geólogos. As vistorias podem ser solicitadas pelo Disque Vistoria 3277-6409.
 

19/07/2018. Pear na Vila Ecológica. Fotos: Lidiane Sant Ana/PBH


Últimas Notícias

Mão segurando um celular com a tela do novo Portal de Serviços da Prefeitura PBH disponibiliza serviço de Identificação de Condutor Infrator pela internet

O serviço possibilita ao munícipe indicar o motorista que estava conduzindo o seu veículo no momento da infração.

21/05/2020 | 09:59
Curso online de informática Prefeitura oferece cursos on-line de Informática

Professores e coordenadores têm preparado aulas que tratam desde funções básicas até o conhecimento mais específico do computador. 

20/05/2020 | 16:26