Pular para o conteúdo principal

Cerca de dez pessoas em um corredor observam três artistas, caracterizados para apresentação e com as faces artisticamente pintadas, fazendo movimentos teatrais.
Foto: Ricardo Laf

Alunos aprofundam conhecimento sobre teatro em Centro Cultural do Barreiro

03/05/2018 | 17:54 | atualizado em 04/05/2018 | 10:06
Teatro, circo, dança. As chamadas artes cênicas possuem pontos de convergência, ainda que cada linguagem mantenha toda uma gama de especificidades. As três áreas são contempladas pela rede de centros culturais, que é formada por 17 unidades localizadas nas nove regionais de Belo Horizonte. São muitas atividades em cada uma delas, como o Laboratório Cênico, que oferece oficinas de teatro na regional Barreiro.
 
A oficina é ofertada pelo Centro Cultural Bairro das Indústrias (CCBDI). Ela começou há pouco mais de dois anos, como uma demanda espontânea de alguns integrantes que participaram de uma oficina de iniciação teatral oferecida pela Escola Livre de Artes, projeto de formação da PBH, realizado por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura.
 
Segundo Cláudio Marcoh, artista, 52 anos, residente no Bairro das Indústrias e responsável pelo Laboratório Cênico, a proposta é dar continuidade nas pesquisas e experimentações cênicas, com vista ao aprimoramento de adolescentes e adultos que desejam ter um maior contato com o teatro. “Isso se dá a partir de uma construção coletiva, em que os participantes decidem quais serão os encaminhamentos e rumos do Laboratório Cênico", explica.  
 
Marcoh ressalta que os objetivos vão sendo reformulados e reorganizados anualmente. Todo ano, um espetáculo cênico é finalizado e apresentado como resultado das práticas realizadas durante o período. “O laboratório está em seu terceiro ano consecutivo, com um núcleo composto de 12 participantes que estão juntos desde o início e se reúnem todas as terças-feiras, das 18h às 20h. Se no início a faixa etária dos integrantes era de acima de 14 anos, atualmente está na faixa entre 12 a 18 anos” conta o artista.


A comunidade

A comunidade participa do Laboratório Cênico como integrantes, e também como parceiros e apoio para execução e realização dos produtos cênicos ao fim de cada ano.
 
Breno Diniz, estudante, 17 anos, morador do Bairro das Indústrias, é um dos participantes do projeto. "A oficina foi, e continua sendo, uma das minhas melhores experiências artísticas. Com ela, fiz a minha primeira apresentação como ator. O desenvolvimento e a preparação desta apresentação foram excelentes. Agreguei conhecimentos que vão além da atuação, como, por exemplo, a montagem de uma peça desde o princípio. Essa experiência também expandiu minha visão sobre teatro”, ressalta Breno.
 
Priscila Pires, estudante, 16 anos, moradora do mesmo bairro, também é uma entusiasta da atividade. "A oficina de teatro é um ambiente no qual colocamos em prática essa magia que é atuar, um lugar onde aprofundamos nossa expressão corporal, voz, atenção. Fora os exercícios teatrais, que nos ajudam a perder a timidez e aprender cada vez mais sobre o teatro. É realmente incrível", comemora. 
 
Carmen Luzia, estudante, 16 anos, ressalta a importância do projeto. "A oficina de teatro com o professor Cláudio Marcoh é uma experiência essencial para minha formação. Relaciono-me com pessoas novas, aprendo novas técnicas teatrais. O teatro é realmente um ambiente que me soma em todos os sentidos. É um ambiente de aprendizado perfeito para mim, pois sou atraída por conhecimento”, comenta.
 

Demanda da juventude

A coordenadora do Centro Cultural Bairro das Indústrias, Violeta Penna, ressalta a importância do projeto para o CCBDI por ter sido a primeira ação direcionada especialmente para o público jovem e que surgiu pelo desejo e demanda desse público. De acordo com ela, ações como essa reafirmam o Centro Cultural como espaço potencializador e colaborador do desenvolvimento cultural local. “São ações e projetos em consonância com a demanda local e que vão ao encontro com o foco de uma política cultural descentralizada”.
 
Violeta Penna explica que manter a motivação dos jovens e desenvolver atividades para dar lugar a esse público de criar e conhecer o fazer teatral foi um desafio para o equipamento, pois inicialmente não havia um coordenador para esse trabalho e o projeto foi sendo construído em conjunto com os jovens. 
 
“Hoje, o grupo de estudo em teatro é coordenado por um voluntário da comunidade, que vem realizando um trabalho de muita qualidade e mobilizando a participação no sentido da formação de um grupo de teatro no bairro, uma arte que ainda não é muito presente localmente”, comenta a coordenadora, que não esconde sua satisfação com o Laboratório Cênico.  “A partir de um desejo de um grupo de jovens, vemos como este desejo contamina outros jovens, constituindo um trabalho forte, coeso e que desperta e cria oportunidades para cada um desenvolver sua arte”, finaliza Violeta Penna.
 
Centro Cultural Bairro da Indústrias
Rua dos Industriários, 289, Bairro das Indústrias. Tels: (31) 3246-0339 e 3277-9176. 
E-mail: ccbdi.fmc@pbh.gov.br
Funcionamento: de terça a sexta, das 9h às 19h; sábados, das 9h às13h
Ônibus: 1145, 7950 (Metrô - Estação Eldorado), 341 (Estação Diamante e Barreiro).
 
 

03/05/2018. Oficina Laboratório Cênico no Centro Cultural Bairro das Indústrias. Foto: Ricardo Laf/PBH