Pular para o conteúdo principal

Visitantes observam os peixes do Aquário do Rio São Francisco
Foto: Lívia Ansaloni/PBH

Visita noturna ao Aquário do Rio São Francisco tem recorde de público

26/07/2019 | 20:34 | atualizado em 29/07/2019 | 21:27

A última edição da visita noturna ao Aquário da Bacia do Rio São Francisco, realizada dia 24, contou com um público recorde desde sua estreia. Aproximadamente 500 visitantes aproveitaram a noite e as férias das crianças para conhecer os 22 tanques que compõem o Aquário da Bacia do Rio São Francisco e ver o local com um olhar diferente. A visita é uma oportunidade de conhecer as espécies de peixes que possuem hábitos noturnos, com destaque para o surubim, um dos maiores peixes de água doce do Brasil. A próxima edição da visita noturna será na quarta-feira, dia 31 de julho.

As equipes da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica, responsável pelo Aquário do Rio São Francisco, organizam um passeio guiado aos tanques do Aquário com explicações sobre as espécies e curiosidades. A atividade também promove um bate-papo sobre a biodiversidade e os impactos causados pela ação do homem em ambientes aquáticos de água doce, incluindo curiosidades sobre comportamento e estruturas morfológicas de peixes de riachos. Os participantes também têm a possibilidade de visitar os bastidores do Aquário (o agendamento de grupos acontece no dia da visita e está sujeito à lotação) e de conhecer uma coleção de organismos que vivem no fundo dos riachos, além de brincarem com representações de pelúcia destes animais. 
 

Aquário da Bacia do Rio São Francisco


O Aquário Bacia do Rio São Francisco, localizado dentro do Zoológico de BH, é resultado de uma parceria entre a Prefeitura de Belo Horizonte e o Ministério do Meio Ambiente. Ocupa uma área de aproximadamente 3000m², em dois pavimentos, e abriga 22 recintos (tanques) que, em seus variados tamanhos e formatos, contam com um total de mais de 1 milhão de litros de água.

Esses recintos foram ambientados de forma a representar o rio São Francisco, um dos mais importantes do país, propiciando as condições adequadas para manutenção de espécies sob cuidados humanos. A maior atração do complexo é o “Aquário São Francisco”, com capacidade para 450 mil litros de água e que representa um "braço" do Velho Chico (como é conhecido o Rio). Nele estão representados, de forma cenográfica, tanto a margem quanto o fundo do rio. A diversidade da vida também é representada através das relações complexas e dependentes da fauna, da flora e do homem.

O Aquário da Bacia do Rio São Francisco é o maior entre os temáticos do Brasil e destaca várias riquezas culturais do “Velho Chico”. Entre as 60 espécies de peixes que o visitante poderá conhecer de perto estão dourados, curimatãs, matrinxãs, piaus, pacamãs, cascudos, lambaris, mandis, piranhas, pacus, curimbas, piabas, surubins e pirambebas. Além das nativas, o visitante também poderá conhecer espécies exóticas como a carpa, a tilápia, o pacu-caranha e o tamboatá. A infraestrutura é composta ainda por auditório, espaços de exposição lúdicos, jardins, laboratório, lagoa marginal, lanchonete e lojinha.

O acesso às visitas noturnas no Aquário acontece exclusivamente pela avenida Antônio Francisco Lisboa, 450, Pampulha. Na ocasião, os visitantes deverão apresentar o cartão de vacinação comprovando imunização contra febre amarela (vacina tomada há pelo menos 10 dias), junto com documento original de identificação pessoal. Não há necessidade de agendamento prévio. Atividades estão sujeitas à lotação, por ordem de chegada.