Pular para o conteúdo principal

 Urbel promove atividade socioambiental em comunidade próxima ao Ribeirão Onça
Foto: Divulgação/PBH

Urbel promove atividade socioambiental em comunidade próxima ao Ribeirão Onça

criado em 23/08/2021 - atualizado em 23/08/2021 | 11:37

Moradores do bairro Novo Aarão Reis, na região norte da cidade, participaram da Oficina e Mutirão de Plantio e Mobiliário Urbano, na Rua 50, com o objetivo de transformar e trazer melhorias para mais um trecho do Parque Ciliar do Ribeirão Onça. A atividade foi realizada pela equipe social da Companhia Urbanizadora e de Habitação de Belo Horizonte (Urbel), em  parceria com a Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), a Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica, a Subsecretaria de Segurança Alimentar e Nutricional e a comunidade. 

 

Essa iniciativa faz parte do empreendimento PAC Bacias, que visa reduzir os riscos de inundação por meio de obras no sistema de macrodrenagem nas bacias do córrego Cachoeirinha e ribeirões Pampulha e Onça. O Programa também prevê ações socioambientais com as comunidades das áreas onde estão acontecendo as remoções de famílias que se encontram em áreas alagáveis. No local do evento, onde foram removidas 163 famílias em situação de alto risco de inundação, os participantes plantaram dez árvores frutíferas, como limoeiro, laranjeira, tangerineira e figueira. A área possui ainda uma horta comunitária mantida pelos moradores da comunidade. 

 

De acordo com Marina Marques, coordenadora social do PAC Bacias, a atividade teve atuação expressiva dos moradores e marcou a retomada das ações de mobilização e educação ambiental na região do Onça. “O trabalho de mobilização social vem sendo feito desde o início das intervenções e a participação dessas comunidades é sempre muito grande. Eles ajudaram a definir as ações prioritárias de acordo com as potencialidades de cada área, preservando e se apropriando coletivamente dos espaços e proporcionando melhorias para toda a região”, concluiu a técnica da Urbel. 

 

Além de garantir a eliminação da situação de risco e a preservação das margens do ribeirão, o trabalho social em conjunto com a comunidade obteve diversas conquistas importantes para os moradores locais, como a construção do campo de futebol, a criação de hortas comunitárias credenciadas, o plantio de mudas diversas e, ainda, as oficinas de material reciclado que contribuíram para a instalação de brinquedos, mesas e bancos ao longo das áreas remanescentes. 

 

O trabalho social do PAC Bacias começou em 2015, com o cadastramento das famílias e a selagem dos imóveis. Para a execução de todo o empreendimento, estão previstas aproximadamente 1,5 mil remoções, sendo que 700 delas já foram realizadas nos bairros Novo Aarão Reis, Ouro Minas e Ribeiro de Abreu, ao longo da mancha de inundação.