Pular para o conteúdo principal

Técnicos da Urbel durante vistoria em áreas de risco
Foto: Divulgação PBH

Urbel intensifica mobilização para obras e continua vistorias de risco

20/02/2020 | 19:30 | atualizado em 21/02/2020 | 16:55


A Companhia Urbanizadora e de Habitação de Belo Horizonte (Urbel) continua mobilizada para atender a população das áreas de risco nas vilas, favelas e assentamentos irregulares da cidade. De janeiro até meados de fevereiro foram realizadas cerca de 2,7 mil vistorias em áreas de risco geológico, e a equipe está em campo para realizar outras 260 que já foram solicitadas, além das demais que forem surgindo.  

   
Paralelo a esse trabalho, a Urbel já iniciou as vistorias de retorno, que visam avaliar se os moradores que estão fora de casa, removidos preventivamente no período das grandes precipitações, poderão voltar para a residência ou se será necessária a realização de obras de pequeno e médio porte, ou até mesmo a remoção definitiva. Cerca de 800 famílias estão na casa de parentes, abrigos ou pousadas reservadas pela Prefeitura em função do agravamento do risco causado pelas fortes chuvas que vêm ocorrendo desde o início do ano na cidade.

 

Com a instabilidade do tempo e a possibilidade de mais chuvas fortes até o final do período chuvoso, não é possível a realização de grande parte das obras de erradicação de risco. Segundo a diretora de Áreas de Risco e Assistência Técnica da Urbel, Isabel Volponi, iniciar qualquer intervenção nas áreas de risco com as precipitações que estão ocorrendo poderia colocar em perigo os trabalhadores envolvidos porque o excesso de umidade desestabiliza os terrenos e aumenta as chances de deslizamento. “Além disso, uma obra em vilas e favelas não é como na cidade formal. Muita coisa é feita manualmente porque não tem como entrar com máquinas nos locais em função da dificuldade de acesso”, explicou.

   
Enquanto a estação das chuvas não chega ao fim, a Urbel está atuando na recuperação de becos em diversas regiões de Belo Horizonte. Os primeiros a receber intervenções serão o Beco Tucano, na Vila Cemig (Barreiro); o Beco dos Canutos, no Morro das Pedras (Oeste); o Beco Simão, na Cachoeirinha (Noroeste); e os becos Petrolina e Caratinga, no Aglomerado da Serra (Centro-Sul). Todos eles estão em fase de mobilização e limpeza para início das obras.

 

Confira a lista dos becos que receberão obras emergenciais:

 

Morro das Pedras (Região Oeste)
Beco dos Vianas
Beco Canutos
Beco União
Marcelo de Araújo Braga


Taquaril (Região Leste)
Beco Madalena
Beco Arco Iris


Serra (Região Centro-Sul)
Beco Petrolina
Beco Unidos
Beco Novo Horizonte
Beco Luzia
Beco Caratinga


Nova Cachoeirinha (Região Noroeste)
Beco Simão
Beco Geralda


Pindorama (Região Noroeste)
Rua/Beco Rainha das Flores


Senhor dos Passos (Região Noroeste)
Rua Cinábrio


Califórnia (Região Noroeste)
Beco Avaí


Vila Vitória da Conquista (Região do Barreiro)
Rua Abravaí


Vila Cemig (Região do Barreiro)
Beco Tucano


Vila Alto das Antenas (Região do Barreiro)
Rua União


Vila Bernadete (Região do Barreiro)
Encosta Rua 12


Santa Lucia (Região Centro-Sul)
Beco São Roque

 


Últimas Notícias

Informativo sobre o Cornavírus em Belo Horizonte Reuniões do Conselho Municipal de Política Urbana serão de forma virtual

O calendário de reuniões do Conselho Municipal de Política Urbana será retomado de modo virtual a partir da próxima quinta-feira, dia 28.

25/05/2020 | 19:45
Mão segurando um celular com a tela do novo Portal de Serviços da Prefeitura PBH disponibiliza serviço de Identificação de Condutor Infrator pela internet

O serviço possibilita ao munícipe indicar o motorista que estava conduzindo o seu veículo no momento da infração.

21/05/2020 | 09:59