Pular para o conteúdo principal

Nova travessia de pedestres próxima à Umei Cinquentenário é instalada.
Foto: Rodrigo Aguiar

Travessia de pedestres é instalada no bairro Cinquentenário

20/07/2017 | 19:36 | atualizado em 20/07/2017 | 19:45

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da BHTrans, implantou, na primeira semana de julho, mais um trecho de travessia de pedestres na Avenida Dom João VI, entre ruas Chico Rei e Três Fazendas, no bairro Cinquentenário (em frente a UMEI Cinquentenário), na região oeste da capital.
 

 Visando a garantia de um trânsito mais humano em uma área escolar, a nova travessia amplia a segurança dos pedestres e motoristas que trafegam diariamente no local. Além da implantação de nova sinalização, foram executados trabalhos de acréscimo de canteiros, rebaixamento para pedestres, pintura da faixa e redutores de velocidade.
 

A vendedora e mãe da pequena Valentina de três anos, Cíntia Vidal, acredita que a ação vai reduzir o desrespeito dos motoristas aos pedestres. “Queremos atravessar com a certeza da nossa segurança e a de nossos filhos. Acho muito importante que tenha uma faixa de pedestre em bom estado, principalmente aqui em frente à escola, para que os motoristas respeitem quem precisa e quer atravessar a rua”, disse.
 

Anderson Santos Leal, gerente de ação da BHTrans das Regionais Barreiro e Oeste, explica que a Avenida Dom João VI, onde está localizada a UMEI, é uma via com médio volume de tráfego de veículos nos horários de entrada e saída da escola. No entanto, por ser uma avenida larga, apesar da sinalização existente que regulamentava e orientava a velocidade em 40 Km/h, os condutores acabavam em desenvolver velocidades muito superiores a máxima permitida. “Essas situações  que traziam riscos e insegurança aos usuários da via, principalmente, pais e alunos, foram minimizadas com a implantação do projeto desenvolvido pela BHTrans que contemplou, inclusive, travessia para pedestres e dispositivos que induzem a redução da velocidade, garantindo assim maior nível de segurança a todos.”, concluiu.
 

Esse tipo de ação da BHTrans nas proximidades das unidades educacionais prioriza as instituições com maior conflito no tráfego de pedestres e veículos.