Pular para o conteúdo principal

Imagem dos pés de uma dança flamenca
Foto: Marina Soul

Terça da Dança traz shows de diversas vertentes artísticas para o Teatro Marília

04/11/2019 | 17:07 | atualizado em 04/11/2019 | 17:33

A Fundação Municipal de Cultura realiza, no Teatro Marília, apresentações do Terça da Dança nos dias 5, 12, 19 e 26 de novembro. A programação inclui espetáculos, intervenções, instalações artísticas, ações formativas e reflexivas de artistas independentes e grupos profissionais da dança. As atividades são sempre às terças-feiras, às 19h. Os ingressos são gratuitos e distribuídos uma hora antes das sessões.

 

A primeira apresentação, marcada para esta terça-feira, é um espetáculo de dança realizado com recursos do edital CenaPlural 2019. Adriana Banana traz seu espetáculo “Espaço como fluxos de possibilidades” com movimentos dançados a partir de um quebra-cabeças lógico baseado nos conceitos de bifurcação, multivetorialidade, vaguidão, possibilidade e fractalidade.

 

O espetáculo estreou em 2009 no âmbito do programa Rumos Dança pelo Itaú Cultural em São Paulo e ainda é inédito em Belo Horizonte. A coreógrafa Adriana Banana possui tanto uma trajetória de dança – em 1989 ela fundou a Cia de Dança Burra – quanto de pesquisa teórica. Formada em Filosofia pela UFMG e Mestre em Dança pela UFBA, ela traduz filosofia e ciências em movimentos dançados. 

 

Em 12 de novembro, a Cia de Baile Flamenco Fátima Carretero apresenta o espetáculo “El Camerino”, que mostra valores e costumes da Cultura Andaluza, por meio de um bailado carismático e envolvente, que transporta o público para as tabernas espanholas, cheias de energia, luminosidade e humor.

 

A montagem da companhia mistura bailes folclóricos e música gitana, com maior destaque para o bailado das Sevillanas, a vivacidade das Alegrias, a sensualidade das Guajiras e a sedução das Bulerías. Tudo isso, com um toque cativante e divertido, entre sombreros, palmas, castanholas, sapateados e movimentos de braços e corpos que exprimem uma arte única, que resiste há séculos e contagia pessoas de todas as idades. É uma apresentação visceral, que mescla emoção, paixão, diversão e uma estética flamenca original.

 

Outra atração será o espetáculo Meia Noite, de Orun Santana, realizado no dia 19 e que integra a programação do Festival de Arte Negra de Belo Horizonte – FAN-BH. O artista explora a capoeira como elemento criador e motivador do movimento, construindo um procedimento de uso de imagens/memória do corpo do dançador como elemento criador.

 

Desse modo, dialoga dramaturgicamente com a relação pai e filho, mestre e discípulo, sendo o intérprete filho do mestre, os aspectos da ancestralidade pessoal em evidência, revelando os princípios motores e imagéticos do corpo do brincante dançador. Orun Santana é artista, bailarino, capoeirista, professor, pesquisador em dança e cultura afro de Recife (PE), formado pelo Centro de Educação e Cultura Daruê Malungo, pelos Mestre Meia-noite e Vilma Carijós. Passou pelo Grupo Grial, Compassos Cia. de Danças e Cláudio Lacerda dança amorfa, atualmente é diretor artístico da Cia. de Dança Daruê Malungo e realiza o espetáculo solo intitulado Meia-noite em circulação pelo Brasil.

 

Finalizando a programação de novembro, o espetáculo “Modos de Memória” apresenta a dança contemporânea do Mergulho EnCena, no dia 26. Dirigido pelo bailarino, improvisador e professor Carlos Arão, tem embasamento na pesquisa de História da Dança já empreendida pelo Mergulho 747 - Grupo de Estudos em Dança. Trata-se de uma montagem elaborada a partir de investigações corporais que associam as correntes estéticas e técnicas de dança aos movimentos da contemporaneidade. O elenco é formado por bailarinos de diferentes idades e diversas profissões, que têm em comum o prazer da dança.

 

 

Programação

Dia 5 de novembro, terça-feira, às 19h
Espaço como fluxos de possibilidades - Adriana Banana

 

Dia 12 de novembro, terça-feira, às 19h         
El Camerino - Cia de Baile Flamenco Fátima Carretero 

 

Dia 19 de novembro, terça-feira, às 19h         
Meia Noite - Orun Santana

 

Dia 26 de novembro, terça-feira, às 19h         
Modos de Memória - Mergulho 747 - Grupo de Estudos em Dança