Pular para o conteúdo principal

Garis varrem rua, logo atrás há um caminhão e, ao lado, uma placa com texto "ponto limpo"
Foto: Jairo Bianchi/PBH

SLU garante recuperação de espaços degradados por lixo

28/06/2018 | 15:45 | atualizado em 16/07/2018 | 17:18
Belo Horizonte possui cerca de 280 Pontos Limpos instalados em lugares antes prejudicados pelas deposições clandestinas. O objetivo desse serviço oferecido pela Prefeitura é eliminar focos de descarte irregular de resíduos na cidade, evitando o aparecimento de insetos e roedores e as consequentes doenças, além de melhorar o aspecto do local, proporcionando melhor qualidade de vida para as pessoas.

Antes da instalação de uma placa indicativa de Ponto Limpo são realizadas intervenções educativas e de recuperação da área degradada, como pintura de muros e meios-fios. A chefe do Departamento de Políticas Sociais e Mobilização da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU), Ana Paula da Costa Assunção, destaca que é indispensável sensibilizar os moradores e frequentadores da região atendida por um novo Ponto Limpo. “Em algumas situações, escolas e centros de saúde, bem como associações comunitárias, têm estabelecido parcerias com a SLU no intuito de fortalecer o comprometimento coletivo no combate às deposições clandestinas”, esclarece.

Apesar de todo o esforço de implantação e manutenção desses pontos, estima-se ainda que cerca de 30% deles apresentem algum tipo de ato de vandalismo como placas destruídas ou descarte irregular de entulho, mesmo após as ações de recuperação dessas áreas. “É preciso que os cidadãos se apropriem do espaço revitalizado e sintam aquele lugar também como deles”, observa Ana Paula. 



Pontos Verdes    

Uma iniciativa que tem apresentado bons resultados é o plantio de mudas de espécies ornamentais e a instalação de pneus coloridos, para sustentar os canteiros, com a participação dos moradores ou estudantes da área em questão. São os chamados Pontos Verdes. Assim, o local é ocupado efetivamente para que futuros descartes de resíduos não formem um novo ponto crítico de eliminação indevida de lixo. 
 
O chefe do Departamento de Serviços de Limpeza da SLU, Pedro Assis Neto, explica que, em diversos Pontos Limpos, a própria comunidade se compromete a irrigar as plantas e, com isso, ajudar na manutenção. “Tão importante quanto limpar é a população se dedicar à conservação do espaço”, avalia.
 
As ações de Ponto Limpo são acompanhadas pelas equipes de Fiscalização da Prefeitura, por parceiros e apoiadores, como associações comunitárias e centros de saúde da região. Porém, para haver autuações e multas, é necessário o flagrante. Muitas vezes, o descarte ocorre nos fins de semana e no período noturno.

    Além de notificação para correção da irregularidade, os infratores estão sujeitos a multas que variam de R$ 185,49 a R$ 5.564,82, conforme a quantidade e o tipo de resíduo descartado nas vias públicas.
 
O cidadão que presenciar uma deposição clandestina de resíduo ou for prejudicado por esse tipo de prática pode registrar a denúncia nos canais de atendimento da Prefeitura: o telefone 156, a Central de Atendimento BH Resolve, na avenida Santos Dumont, 363 - Centro, ou no link Fale Conosco, no portal www.pbh.gov.br.
 



Pontos Limpos por região

- Barreiro: 23 pontos

- Centro-Sul: 35 pontos

- Oeste: 26 pontos

- Leste: 32 pontos

- Nordeste: 27 pontos

- Noroeste: 48 pontos

- Norte: 26 pontos

- Pampulha: 43 pontos

- Venda Nova: 19 pontos
 
 

28/06/2018. SLU garante recuperação de espaços degradados por lixo. Fotos: Jairo Bianchi e Rejane Silva/SLU


Últimas Notícias

Imagem do viaduto Bolivar, que faz parte da Via 710 Novo viaduto sobre a via 710 é liberado nesta terça-feira

O viaduto Bolivar será uma importante conexão entre os dois bairros União e Fernão Dias.

30/06/2020 | 17:39
Arte feita pela Prefeitura para o FIQ em Casa 2020 FIQ em casa chega à última semana com produção digital e quadrinhos políticos

Iniciado no dia 5 de junho, a versão on-line do FIQ tem programação inédita até esta sexta-feira, dia 3 de julho.

29/06/2020 | 15:42