Pular para o conteúdo principal

Setores da Prefeitura discutem medidas de segurança para prédios ocupados em BH

04/05/2018 | 19:47 | atualizado em 13/06/2018 | 17:29

A Prefeitura de Belo Horizonte definiu em reunião nesta quinta-feira, 3, que vai compartilhar os levantamentos preliminares sobre a situação dos edifícios que abrigam ocupações irregulares com a mesa de negociação instalada na Secretaria de Governo do Estado, que trata das ocupações na cidade.
 

A mesa, formada por representantes do Ministério Público, Defensoria Pública, o Corpo de Bombeiros Militar e a Polícia Militar, agora contará também com a participação dos órgãos da Prefeitura de Belo Horizonte.
 

Essa definição é resultado da reunião realizada no COP-BH, entre as secretarias municipais de Segurança e Prevenção (SMSP); e de Obras e Infraestrutura (SMOBI); da Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil (Supdec), da Companhia Urbanizadora e de Habitação de Belo Horizonte (Urbel), da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) e da Coordenadoria de Atendimento Regional Centro-Sul (Care-CS), que teve como objetivos discutir a situação dos imóveis abandonados que foram ocupados de forma irregular em Belo Horizonte e medidas para aumentar a segurança nesses locais.