Pular para o conteúdo principal

Servidores municipais e voluntários durante ação de plantio de árvores, na Pampulha.
Divulgação/ PBH

Servidores municipais e voluntários realizam plantio de árvores na Pampulha

criado em 25/09/2022 - atualizado em 25/09/2022 | 08:46

No último sábado (24) foi promovido pela Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura o plantio de 200 mudas para celebrar o Dia da Árvore. A ação, que recebeu o nome de 'Vamos plantar uma árvore hoje', contou com a participação de mais de 80 servidores – incluindo também trabalhadores da Subsecretaria de Zeladoria Urbana e Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica –, além de voluntários. Todos os profissionais envolvidos atuam em áreas da Prefeitura de Belo Horizonte responsáveis pelo planejamento, execução e manutenção de espaços verdes na cidade.
 

A ação teve como objetivo a formação de uma floresta compacta em três áreas verdes no entorno da Estação Pampulha. A escolha das espécies para cada local considerou as condições de luz, umidade, tipo de solo, espaçamento mínimo necessário entre as mudas e o porte da árvore. Foram plantadas espécies nativas, atrativas à fauna, frutíferas e silvestres, como Pitangueiras, Araçás e Ipês, por exemplo.
 

"A ideia do plantio das árvores surgiu do nosso propósito de fazer uma cidade mais feliz e de refletir isso em nossas ações como servidores públicos e cidadãos. Foi uma contribuição coletiva e voluntária da Secretaria de Obras e seus familiares, além de um convite à reflexão: o que cada um pode fazer para tornar nossa cidade melhor? Seja no nosso trabalho como servidores públicos, no ato de plantar uma árvore ou até mesmo nas ações simples do dia a dia, como ser gentis no trânsito e com os vizinhos ou não jogar lixo nas ruas", enfatizou o secretário municipal de Obras e Infraestrutura, Leandro César Pereira.
 

É importante ressaltar que realizar o plantio nesta época do ano, considerando o início da temporada chuvosa, permite um rápido e pleno desenvolvimento das mudas.

O presidente da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica, Sérgio Augusto Domingues, ressaltou a importância de repetir a ação. "O evento é uma iniciativa bastante importante, pois além de fazer uma micro floresta, é um experimento inicial de reconversão de áreas, muitas vezes, áridas, para outras mais verdes e arborizadas. Ampliando, assim, os serviços ambientais da regulação microclimática, aumentando as opções de habitat para os animais e fazendo com que o entorno da estação Pampulha se torne muito mais agradável para a população. Nós esperamos multiplicar essa experiência por toda a cidade em rotatórias, canteiros centrais e áreas remanescentes das obras públicas, promovendo muito mais bem estar para toda a população de Belo Horizonte", reforçou.