Pular para o conteúdo principal

Servidor e artista plástico Wagner Braccini acompanhado de duas servidoras, ao fundo, parede colorida pintada por ele.
Foto: Aline Pereira/PBH

Servidor leva sua arte para a Secretaria de Planejamento

14/12/2017 | 13:42 | atualizado em 14/12/2017 | 18:39

 

As paredes brancas e vazias de uma das salas da Secretaria Municipal de Planejamento ganharam vida e cor pelas mãos do servidor e artista plástico Wagner Braccini. Funcionário do Parque Lagoa do Nado, localizado na Região Norte da capital, Wagner topou o desafio e imprimiu sua técnica e sensibilidade ao local, chamado de Sala de Descompressão. Inaugurado neste mês de dezembro 7, o ambiente foi pensado para integrar e revigorar as energias dos servidores.

“Aceitei o convite na oportunidade, enquanto servidor, de revitalizar o espaço destinado ao próprio servidor. Tentar trazer a experiência visual com cores e formas abstratas que sugerem a desconstrução mental do edifício com os desenhos de blocos misturados a linhas, sugerindo e estimulando o olhar e criatividade”, explica Wagner, que começou a pintar em 1988, no começo do grafite no Brasil.

Ele conta que o processo de criação surgiu de um esboço em contato com a sala,  distribuiu as formas entre as quinas das paredes com intenção de ampliá-la e quebrá-las com a pintura. As técnicas utilizadas foram pincel e tinta acrílica e pigmentos industriais, no estilo oriental, sem uso de spray. “Tenho uma linha de trabalho no grafite e, na sala do servidor, quis fazer algo diferente do que faço, com recorte de formas e cores e o contraste do preto e branco. Tudo com o máximo de cuidado, em traço gestual ,fluido e preciso”, destacou o artista, que conta com as influências do pai, que é artista gráfico, e do avô, tipografo.

O resultado? “Um rico e cuidadoso presente para os agentes públicos”, diz o secretário Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão, André Reis. Segundo ele, um espaço feito de servidor para servidor, de significativo simbolismo.

O servidor da gerência de Gestão dos Canais Eletrônicos de Atendimento da  Subsecretaria de Modernização da Gestão, Alessandro Moreira Seara, diz que a iniciativa é muito bem vinda e proporciona sensação de conforto e de pertencimento ao espaço, tornando-o mais acolhedor. “Pretendo, sem dúvida, utilizá-lo sempre que possível, até mesmo porque eu e todos nós merecemos um pouco de cuidado para melhor cumprir nossas funções", ressalta Alessandro.

 

Além da colaboração do artista Wagner Braccini, a Sala de Descompressão foi montada com mobiliário restaurado da SMPOG e com recursos de doação de servidores da casa.