Pular para o conteúdo principal

Alunos da Rede Municipal participam de atividades literárias.
Fotos: Avanilton Aguiar/PBH

Rede Municipal de Educação promove o interesse pela leitura

09/07/2018 | 17:22 | atualizado em 09/07/2018 | 17:22
A reinauguração da Biblioteca Zélia Marlene movimentou o final do mês de junho na Escola Municipal Gracy Viana Lage, localizada no bairro Jardim dos Comerciários, em Venda Nova, com a apresentação da releitura do livro As Viagens do Balão Sonhador, do escritor Marcos Nascimento. A programação, que fez parte da Semana Literária, mesclou leitura, produção de textos, música, teatro e dança, e contou com a presença do autor do livro que conduziu um debate a partir de perguntas dos alunos. 
 
A Biblioteca Zélia Marlene é uma das 197 bibliotecas escolares da Rede Municipal de Educação, coordenadas pela Gerência de Bibliotecas da Secretaria Municipal de Educação. Além de atender as demandas dos estudantes, 37 dessas bibliotecas escolares são abertas à comunidade. Também nos finais de semanas, a população em geral tem acesso ao acervo de 33 bibliotecas que integram as atividades do programa Escola Aberta da Prefeitura de Belo Horizonte.
 

Encontro com o autor

O professor Marcos Nascimento é autor dos livros infanto-juvenis O reino perdido do Mandacaru Vermelho, O menino dos pés coloridos, Cadê o Toucinho que estava aqui e As viagens do Balão Sonhador, lançado no ano passado. O livro, objeto de trabalho dos alunos do 2º ciclo da Escola, conta a história de um balão que gosta de viajar levando as pessoas para vários lugares, deixando as marcas do sentimento de cada passageiro, com surpresas no final de cada viagem. Nessas viagens, o Balão espalha cores, música, ideias e sentimentos por onde passa. 
 
Ana Clara Pinheiro Zile, 11 anos, ficou feliz em conhecer o escritor. “Eu me sinto muito alegre em participar deste projeto, ainda mais que o autor da história está aqui para assistir nosso trabalho sobre sua obra. Fico muito agradecida à escola por desenvolver muitos trabalhos interessantes conosco. E agradecemos o autor pela sua presença, deixando suas ocupações para nos prestigiar”, ressaltou.
 
Os alunos fizeram diversas apresentações artísticas para o autor do Balão Sonhador: teatro, dança, leitura da obra e uma música, composta a partir de O menino dos pés coloridos. Nessa apresentação, os alunos cantaram acompanhados no violão pelo professor Ernani Dias, da Escola Municipal Professor Moacyr Andrade, localizada no bairro Lagoa, que fez a musica quando o livro foi trabalhado a escola. “Após a leitura do livro, surgiu a ideia de musicar parte do texto, para despertar o interesse dos alunos, o que, além de ler e interpretar os textos, cantando e brincando, aproxima as artes, literatura, música e dança”, explicou. 
 
“O trabalho que as escolas têm feito com meus livros tem encontrado um terreno muito fértil em relação ao interesse e a criatividade dos profissionais. Há também a acolhida dos alunos, em sua imensa imaginação criativa, dando novo sentido para meu trabalho, que busca o diálogo entre a literatura infanto-juvenil e as outras artes. O que as pessoas têm feito é permitir essa conexão e diálogo”, salientou Marcos Nascimento.
 
A professora Cláudia Ribeiro, que orientou os trabalhos com a obra em sala de aula, emocionou-se com o brilho no olhar de cada aluno. “Este projeto de releitura da obra do Marcos Nascimento despertou o interesse dos alunos, tanto na leitura, quanto na produção de trabalhos escritos, além do interesse e curiosidade em conhecer o autor, pois eles têm a ideia de que ele seja inatingível. Eu senti o meu trabalho valorizado, pois consegui um resultado imediato, além do brilho no olhar de cada aluno”, completou.
 

Semana Literária

A Semana Literária englobou uma série de atividades que reúnem autores e estudantes do 1º Ciclo, 2º ciclo, 3º ciclo e EJA, que se debruçaram sobre várias obras, em diversas temáticas que trazem reflexões sobre o cotidiano, como por exemplo, Quarto de Despejo – diário de uma favelada, de Carolina Maria de Jesus. O 1º Ciclo trabalhou os livros de Alaíde Lisboa: Bonequinha Preta e Bonequinho Doce. Outra autora que fez sucesso com os alunos foi a escritora Paula Pimenta, conhecida principalmente por suas séries de livros "Fazendo Meu Filme" e "Minha Vida Fora de Série”, e que esteve presente nas atividades do dia 3 de julho. A Semana Literária realizada pela escola, contou ainda com a participação do Projeto Escola Integrada.
 

09/07/2018. Escola de Venda Nova promove encontro com autores em Semana Literária. Fotos: Avanilton Aguiar/PBH