Pular para o conteúdo principal

 Rede de Saúde Mental utiliza a arte para homenagear trabalhadores do SUS
Foto: Divulgação/PBH

Rede de Saúde Mental utiliza a arte para homenagear trabalhadores do SUS

02/06/2021 | 17:09 | atualizado em 02/06/2021 | 17:09

Com muita arte, criatividade e mensagens de gratidão, trabalhos dos usuários e artistas da Rede de Saúde Mental da Prefeitura de Belo Horizonte deram origem à exposição “Enfrentar é Inventar”.  Proposta pelo Movimenta PBH-SUS aos serviços da Rede de Saúde Mental, em especial os Centros de Convivência, a iniciativa evidencia um olhar e agradecimento especial aos profissionais da Saúde, que têm se empenhado em salvar vidas neste momento tão desafiador. 

 

A exposição reúne uma coleção de pequenos azulejos que agregam pinturas, colagens, bordados e letras. Na primeira quinzena de abril, a mostra foi exposta na recepção da Secretaria Municipal de Saúde. No dia 17 de maio, os trabalhos foram para os espaços das Diretorias de Saúde das nove regionais da cidade, onde permanecerão até o dia 7 de junho. 

 

“A exposição Enfrentar é Inventar mostra a potência do tratamento em liberdade e das produções dos usuários da Rede de Saúde Mental de Belo Horizonte que, mesmo durante a pandemia, são acompanhados de perto pelas equipes dos Centros de Convivência e Centros de Referência em Saúde Mental (Cersam). Os usuários fazem assim sua homenagem aos trabalhadores da saúde”, disse o gerente da Rede de Saúde Mental da Prefeitura de Belo Horizonte, Fernando Siqueira. 

 

Os trabalhos da exposição foram desenvolvidos pelos usuários e monitores dos Centros de Convivência das nove regiões da cidade. A iniciativa também contou com o apoio da Associação de Trabalho e Produção Solidária, da Incubadora de Empreendimentos Econômicos e Solidários, da oficina do Centro de Referência de Saúde Mental Álcool e outras Drogas (Cersam AD) Venda Nova e dos Consultórios de Rua Centro-Sul, Oeste, Norte e Noroeste.