Pular para o conteúdo principal

Escavadeira faz limpeza de área no Zoológico
Foto: Divulgação/PBH

Recintos dos mamíferos do Zoológico de BH recebem melhorias

08/06/2017 | 19:26 | atualizado em 12/01/2018 | 15:01

Recinto dos hipopótamos

Na última quarta-feira, dia 7, a Fundação Zoo-Botânica de BH iniciou uma importante reforma em um dos recintos dos hipopótamos do Jardim Zoológico: a troca de concreto por grama, em um piso de 450 m². A intervenção visa à adequação desse espaço à exigência da Instrução Normativa do IBAMA nº 7, de 30 de abril de 2015, que institui e normatiza as categorias de uso e manejo da fauna silvestre sob cuidados humanos. 


Essa normativa, especificamente no anexo IV, apresenta as determinações para os jardins zoológicos quanto às instalações, medidas higiênico-sanitárias e segurança; apresentando, no item 3, requisitos a serem seguidos para os recintos destinados ao alojamento de mamíferos. De acordo com a normativa, os pisos desses recintos devem ser de terra com grama ou outra vegetação rasteira resistente.

Segundo a responsável pela Seção de Mamíferos do Jardim Zoológico da FZB-BH, Valéria Pereira, um dos recintos dos hipopótamos já estava conforme orienta a normativa, mas o outro recinto precisava ser adequado. “Essa intervenção era necessária e foi planejada. Por isso, é com satisfação que vemos a reforma acontecer”, disse.


Recinto dos rinocerontes


Nesta semana, também foram iniciadas obras em um dos recintos dos rinocerontes. Por meio de uma parceria com a empresa de telefonia celular Claro, o piso do recinto do fundo, onde se encontra o macho da espécie, chamado “Doran”, foi substituído por outro piso, feito de argila compactada. A troca foi necessária uma vez que o animal apresenta uma inflamação no casco das patas (pododermatite) que prejudica sua locomoção e, portanto, precisa de um piso mais macio. 


O recinto de “Doran” também irá receber outras melhorias, como a readequação na rampa de acesso à área de manobra, com redução da inclinação e colocação de um piso com acabamento adequado ao pisoteio do animal; construção de piscina de lama; e reforma de dois portões da área de manobra.


Segundo o presidente da FZB-BH, Homero Brasil Filho, “em consonância com a Seção de Mamíferos e com a Área de Bem-estar Animal do Jardim Zoológico, que possuem técnicas especializadas para garantir o bem-estar das diferentes espécies, essas reformas vão permitir maior conforto ao animal”. 


Recinto dos elefantes


Para celebrar o término da reforma dos portões da área de manejo do recinto dos elefantes africanos, o presidente da Fundação Zoo-Botânica convidou os funcionários da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), José Luiz Rocha e Luiz Carlos dos Santos, para um café da manhã de agradecimento pelo empenho na conclusão desse trabalho. 


O reconhecimento do bom serviço prestado foi estendido a toda equipe que atuou durante quase um mês no recinto dos elefantes e também ao coordenador do serviço, o engenheiro Cléber Alves Pinto, e ao técnico em Edificação, Joaquim Armelindo. 


“A criatividade e a boa vontade da equipe da Sudecap fizeram com que os portões do recinto voltassem a funcionar normalmente, facilitando o manejo dos elefantes e o deslocamento deles entre as áreas externas e de manobra”, afirma Homero Brasil.