Pular para o conteúdo principal

Júlio Machado, consultor de desenvolvimento humano, sentado em uma cadeira, defronte a uma mesa em formato de "u" com cerca de 18 ouvintes.
Foto: Divulgação PBH

Projeto Ser Mais propõe reflexão sobre a espiritualidade nas organizações

21/06/2018 | 16:52 | atualizado em 22/06/2018 | 16:39

Realizada na quarta-feira, dia 20 de junho, na sede da Prefeitura de Belo Horizonte, a edição de junho do Projeto Ser Mais contou com a apresentação do consultor de desenvolvimento humano Júlio Machado sobre o conceito do quociente espiritual como instrumento de melhoria do clima organizacional e da produtividade nas organizações.

 

Segundo o palestrante, o desenvolvimento da espiritualidade nas organizações pode ser alcançado por meio do trabalho com um sentido mais profundo de significado e de propósito do que se faz na comunidade e no mundo.

 

O objetivo da palestra foi sensibilizar os servidores para a importância de se abrir mais espaço para o cultivo da espiritualidade organizacional e sugerir algumas ações de fácil implementação, que desenvolvam o quociente espiritual entre os integrantes das equipes para que fiquem mais inspirados e com a consciência mais ampliada. Na avaliação de Júlio Machado, as ações podem impactar positivamente o clima organizacional e a produtividade da organização, seja ela privada ou pública.

 

De acordo com Júlio Machado, esse conceito de desenvolvimento humano nas organizações aponta para o futuro. “Assim como o meio ambiente é considerado hoje um ativo econômico, esperamos que, muito brevemente, o amor, a gentileza, o bem-estar e a criatividade venham também a ser considerados bens de uma nova economia”, conclui.


Últimas Notícias

Realização do evento cultura Sound System Circuito em Casa reúne 20 atrações culturais em uma semana

O Circuito encerra a sua programação de julho e já inicia a de agosto com 20 diferentes atrações.

27/07/2020 | 17:32
Informações sobre a Covid-19 Mais de 3,5 mil pessoas são abordadas desde a lei que obriga o uso de máscaras

Entre os cidadãos abordados, 1.606 estavam devidamente equipados e outros 1.925 estavam em desacordo com a legislação.

21/07/2020 | 14:48