Pular para o conteúdo principal

Grafite de homem com touca azul e camiseta de malha verleha com braços estendidos, cercado de pontos coloridos.

Programa Gentileza apoia ação em favor da arte urbana em BH

03/04/2017 | 16:10 | atualizado em 30/05/2017 | 13:29

O Programa Gentileza, instituído pela Prefeitura de Belo Horizonte, com coordenação da Fundação Municipal de Cultura, apresenta sua primeira ação de apoio a projetos que valorizam a arte de rua na cidade, por meio do “Primeiro Festival de Arte Urbana de Belo Horizonte”. O Festival será realizado neste domingo, dia 2 de abril, das 8h às 14h, na Av. Silva Lobo, 1.730, no Bairro Grajaú. O evento está sendo organizado numa ação conjunta entre o Centro Universitário Newton Paiva e o artista Negro F e reunirá os movimentos de arte urbana da cidade para participar de uma mostra musical cultural e de uma roda de conversa sobre os “17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU - ODS”. Na ocasião, os grafiteiros presentes no evento irão revitalizar o muro da faculdade. 


O Programa Gentileza tem como objetivo a valorização da arte, nas suas mais variadas expressões, nos espaços públicos e privados, a partir da promoção, do fomento e do apoio às ações de valorização, requalificação e transformação do espaço urbano, por meio do fazer artístico e cultural. A arte urbana é a âncora do programa, tendo a linguagem do grafite e a pintura mural como suas expressões, contemplando também outras formas de manifestações artísticas e culturais de rua, como a música, o teatro, o circo, a dança. 


O Festival que ocorre neste domingo tem como objetivo evidenciar novas práticas coletivas na cidade e na região metropolitana, a fim de dar visibilidade a artistas que atuam em BH e região. Ao todo serão 17 coletivos da Região Metropolitana representados. Treze artistas são de renome nacional e quatro oriundos de oficinas do programa Fica Vivo!, dentre eles: Crew’s ABAPURU FAVELA,  PDF Crew, Geek'Serifados, Arrudas Atelier Urbano, Real Vandal Crew, Zero Trinta e Um, Real Grapixo Crew, Fábrica d'Sonhos, 8˚ Unidades Crew (Morro das Pedras), OsDuBeco (Pedreira Prado Lopes), Em Cores (Betim) e É nois Crew ( Jardim Felicidade). 


Além dos coletivos, haverá apresentações de artistas e bandas de diferentes comunidades de BH e região metropolitana, como: Tamborilata com o Maestro José Inácio, performance da Dançarina Mayra Motta, MC Vinição, Mano Coti MDP, Rapper Tamara Franklin e  Bloco Arrasta Favela, além de bandas de alunos da Newton Paiva. O evento também terá uma Mostra de Produtos de Arte Urbana, de iniciativas locais, como: ZEFERINA Moda e Acessórios; RealVandal, Associação CACU; Irundidi Tranças; Negras Ativas. Na ocasião, haverá um grande espaço chamado mutirão das cores onde os alunos da faculdade e todos os presentes no evento poderão deixar a sua contribuição como expressão de arte. 


O evento será realizado em frente a Newton Paiva e nos muros da instituição, visando fomentar a ocupação cultural de ruas, praças e espaços públicos, possibilitando que os participantes percebam o ambiente urbano, sintam-se inseridos nele e proponham ações em benefício de interesses coletivos. 
 


Últimas Notícias

Homem, de pé, inclinado sobre tronco de árvore muito grande e antiga retirado da rua, durante o dia. Prefeitura investe em monitoramento de árvores da capital

A PBH prevê um investimento de R$ 15 milhões na poda e supressão de árvores condenadas ou que possam representar riscos de danos.

05/12/2019 | 11:15
Dois homens, ladoa lado, abraçados, vestidos de palhaços, com o rosto branco e roupas medievais. Belo Horizonte ganha Circuito Municipal de Cultura

Realizado por meio de parceria da PBH com o CIRC, circuito visa elevar e dar visibilidade ao potencial cultural de Belo Horizonte. 

04/12/2019 | 15:46