Pular para o conteúdo principal

Pessoas constroem cartaz coletivamente
Arte PBH

Programa de economia criativa da Prefeitura recebe consultoria internacional

20/05/2019 | 21:12 | atualizado em 22/05/2019 | 17:57

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, recebe, até o dia 31/5, três consultores internacionais – dois da Alemanha e um do Canadá - do SAP Social Sabbatical, um programa criado pela SAP, empresa que atua na área de sistema integrado de gestão, e implementado de forma colaborativa entre a Pyxera Global, da área do desenvolvimento, e as organizações solicitantes. O trabalho dos consultores será desenvolvido no projeto Horizonte Criativo, criado para fomentar a economia criativa na capital mineira, e inscrito pela Prefeitura no SAP.

 

Além de disponibilizar consultores executivos de alto nível para trabalharem nos projeto escolhidos, o SAP, junto com a Pyxera Global, oferece também suporte financeiro, treinamento, orientação e logística para os consultores selecionados. Lançado em 2012, o SAP Social Sabbatical é um portfólio de responsabilidade social empresarial, que já atuou em mais de 256 organizações de 30 países e auxilia organizações com fins de impacto social a funcionarem de maneira eficaz.

 

A seleção do Horizonte Criativo da Prefeitura de Belo Horizonte no SAP Social Sabbatical subsidiará a melhoria de processos de desenvolvimento do projeto. O SAP e Pyxera Global agregarão conhecimentos e contribuirão para a estruturação otimizada do Horizonte Criativo, transmitindo experiência e know-how de sua equipe aos profissionais responsáveis. Além da Prefeitura de Belo Horizonte, foram selecionadas outras quatro organizações da capital: Ceduc Virgilio Resi, Fa.vela, IEL-Fiemg e Tropos Lab.

 

 

Horizonte Criativo

O programa Horizonte Criativo foi lançado este ano pela Prefeitura de Belo Horizonte com o objetivo de oferecer o ambiente adequado para que as atividades criativas - cultura, criações funcionais, mídia, tecnologia e inovação - possam prosperar na capital. Além de valorizar a história, a cultura e a produção local, o Horizonte Criativo visa promover a marca de Belo Horizonte como cidade criativa e inovadora.

 

Todas as iniciativas do Horizonte Criativo se relacionam diretamente com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e envolvem segurança pública, inclusão socioprodutiva, melhoria do ambiente de negócios,  dinamização cultural e turística, requalificação e intervenções urbanas.

 

Em março de 2019, de acordo com dados do Cadastro Municipal de Contribuintes, Belo Horizonte abrigava cerca de 315 mil estabelecimentos ativos, das quais 67,6 mil pertencem a atividades relacionadas à economia criativa – aproximadamente 21,5% do total de empresas do Município. Desse total, mais da metade (53,7%) são microempreendedores individuais. De acordo com dados da pesquisa P7 Criativo, 22,80% dos empregos formais em economia criativa em Minas Gerais estão em Belo Horizonte.


Últimas Notícias

Fachada do Iate Tênis Clube, com Lagoa da Pampulha na frente, durante o dia. PBH defende a demolição do Anexo do Iate Tênis Clube para proteger o patrimônio

A Prefeitura de Belo Horizonte defende na Justiça a demolição do Anexo do Iate Tênis Clube para proteger patrimônio cultural da cidade.

18/11/2019 | 13:47
Arara-azul-de-lear em cima de um galho, durante o dia. Zoológico de BH participa de plano nacional de conservação da arara-azul-de-lear

Plano de Ação Nacional de conservação da arara-azul-de-lear inclui as seis aves do Jardim Zoológico de BH.

18/11/2019 | 11:42