Pular para o conteúdo principal

Quatro jovens em pista de corrida, supervisionados por um adulto, durante o dia
Foto: Divulgação PBH

Programa da PBH leva 25 atletas para Uberlândia, onde disputam o JEMG 2019

24/07/2019 | 21:23 | atualizado em 29/07/2019 | 09:00
De 29 de julho a 3 de agosto, 25 alunos-atletas do programa Superar vão participar das modalidades paralímpicas dos Jogos Escolares de Minas Gerais 2019, em Uberlândia, a 540 quilômetros de Belo Horizonte, na região do Triângulo Mineiro. Desenvolvido pela Prefeitura de Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, o Superar promove a inclusão social da pessoa com deficiência por meio do esporte.
 

A delegação do Superar viaja à Uberlândia neste domingo, dia 28 de julho, para disputar as modalidades de judô PCD (Pessoa Com Deficiência), tênis de mesa PCD, atletismo PCD, natação PCD e bocha paralímpica.

 

Além dos 25 atletas, a delegação será composta pelo gerente de Paradesporto e técnico de judô, Marcelo Mendes; pela técnica de natação, Ingrid Lôbo; pelo técnico de bocha paralímpica, Diego Valadares; e pela técnica de atletismo e tênis de mesa PCD, Thamyris Costa.

 

“Não é nosso fim formar atletas campeões, mas estamos conseguindo fazer o esporte de participação social e levar atletas para competições. Os investimentos da Prefeitura no Superar têm crescido muito desde 2017, e isso amplia as possibilidades de desenvolvimento da política pública, em todos os contextos. Possibilita que tenhamos profissionais habilitados, aumento no número de alunos-atletas e possibilidades de resultados”, afirma Marcelo Mendes, responsável pela delegação do Superar no JEMG 2019.

 

 

O programa

O Superar atende alunos com deficiência física, visual, intelectual, auditiva, múltipla e com autismo. São mais de 900 alunos inscritos em 16 modalidades esportivas. O programa conta com duas unidades: o Centro de Referência da Pessoa com Deficiência e a Escola Municipal de Ensino Especial Frei Leopoldo e ainda com sete núcleos regionalizados - Colégio Marconi, Clube Palmeiras e escolas estaduais de ensino especial Amaro Neves e João Moreira Salles, além da UFMG, Associação de Deficientes Visuais de Belo Horizonte e da Associação de Surdos.

 

As 16 modalidades oferecidas são atletismo, basquetebol, bocha regular, bocha paralímpica, dança, futsal, goalball, judô, natação, patinação, rúgbi em cadeira de rodas, tênis de mesa, voleibol sentado, parataekwondo, funcional e percussão. 

 

Para ingressar no Superar é preciso ter idade superior a seis anos, apresentar laudo de deficiência e levar em conta a existência de vagas. Os contatos para ingressar no programa são pelo e-mail superar@pbh.gov.br e pelos fones 3277-4546 e 7681.