Pular para o conteúdo principal

Prefeitura vai destinar R$ 76 milhões para a Santa Casa de BH
Foto: Amira Hissa

Prefeitura vai destinar R$ 76 milhões para a Santa Casa de BH

criado em 23/09/2021 - atualizado em 23/09/2021 | 20:10

A Prefeitura de Belo Horizonte vai repassar R$ 76 milhões para a Santa Casa de Misericórdia – o que garantirá a manutenção de 200 leitos abertos no hospital para atendimentos de pacientes da Covid-19. Com o aporte de recursos do Fundo Municipal de Saúde, esses 160 leitos de enfermaria e 40 de UTI não serão desativados, deixando um legado para a cidade. 

 

O anúncio foi feito nesta quinta-feira, dia 24, pelo prefeito Alexandre Kalil, durante reunião no Tribunal de Justiça de Minas Gerais com o presidente do órgão, desembargador Gilson Lemes, o provedor da Santa Casa BH, Roberto Otto Augusto de Lima, e o secretário Municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto.

 

“A saúde é um presente, é uma coisa que temos obrigação de dar para a população do estado e da cidade”, afirmou Alexandre Kalil, após a reunião. O repasse de verbas foi pactuado entre a Prefeitura e a Santa Casa nesta quinta-feira, com a interveniência do Tribunal de Justiça.  Do total de R$ 76 milhões, R$ 56 milhões virão do caixa municipal e R$ 20 milhões do governo do estado - referentes ao repasse para o município pelo programa Valora Minas.

 

O provedor do hospital, Roberto Otto, explicou que desde março do ano passado os 200 leitos foram destacados para o tratamento da Covid-19, mas o repasse de recursos por parte do Ministério da Saúde veio sofrendo reduções progressivas. Com o financiamento da PBH, a manutenção dos leitos estará assegurada. “Estamos ficando sem financiamento e fizemos hoje esse acordo para deixar esses leitos para a cidade”, disse.