Pular para o conteúdo principal

Prefeitura recebe visita técnica de membros de organismo da ONU
Foto: Rodrigo Clemente/PBH

Prefeitura recebe visita técnica de membros de organismo da ONU

criado em 16/05/2023 - atualizado em 17/05/2023 | 10:10

Membros do Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) passaram o dia desta terça-feira (16) em reuniões com o Prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman, com Secretários e gestores do Executivo Municipal. A visita técnica teve como objetivo estreitar o vínculo entre as duas instituições, que já são parceiras no Plano de Urbanização Sustentável da Izidora, e avaliar novas possibilidades de colaborações para o desenvolvimento da infraestrutura da capital.

 

“Hoje as cidades, de maneira geral, têm dois marcos temporais que não podem se perder de vista, que são 2030, quando toda a agenda dos objetivos de desenvolvimento sustentável será revista, e 2050, quando se espera que 80% da população mundial estejam nas cidades. Portanto, Belo Horizonte tem trabalhado por meio desse diálogo internacional para garantir toda a infraestrutura que deve ser entregue aos cidadãos que vivem por aqui”, comenta Chyara Sales, Secretária Adjunta de Desenvolvimento Econômico e Subsecretária de Assuntos e Investimentos Estratégicos de Belo Horizonte.

 

O UNOPS é um organismo autofinanciado das Nações Unidas que presta serviços de infraestrutura, compras e gestão de projetos para um mundo sustentável. Em todo os continentes, o Escritório oferece ao sistema ONU, seus parceiros e governos, soluções nas áreas de assistência humanitária, desenvolvimento, paz e segurança.

 

No Brasil, o órgão opera desde 2012 por meio de cooperações técnicas internacionais (CTIs) com governos das esferas federal, estadual e municipal, além instituições públicas e organismos financeiros internacionais. Sua atuação acontece por meio de intervenções temporárias nos territórios, prestando assessorias técnicas e de compras, gestão financeira e de projetos, além da construção, reforma e monitoramento de obras de infraestrutura, que esteve no centro do diálogo na visita de hoje.

 

“Nosso trabalho é sempre realizado de maneira conjunta e cooperativa. Não existe um modelo pronto, existe a nossa experiência e a do parceiro. Portanto, sempre que chegamos a uma nova cidade estamos dispostos a acelerar os resultados que são necessários para aqueles local”, explica Claudia Valenzuela, diretora e representante do UNOPS Brasil.

 

Dentre as pautas em destaque nesta terça, foram demonstrados os avanços do Plano de Urbanização Sustentável da Izidora, que busca a urbanização da área de maneira ampla e perene, com a colaboração técnica do UNOPS, e foram apresentadas as perspectivas para a área do Aeroporto Carlos Prates, recém desativado, e para a Bacia da Pampulha.

 

URBANIZAÇÃO SUSTENTÁVEL DA IZIDORA É REFERÊNCIA PARA NOVOS PROJETOS

 

O Plano de Urbanização Sustentável da Izidora é o primeiro plano de urbanização para um assentamento precário em Belo Horizonte, que traz a resiliência urbana como tema central, pautando a urgência de desmistificar o debate climático e alcançar soluções práticas, além de compreender que o conflito socioambiental que ali se apresenta é também o reflexo de um modelo de urbanização que não pode mais ser reproduzido.

 

Com o PRO-Izidora, foram entregues três grandes produtos: um plano de urbanização (com metas a curto, médio e longo prazo); a elaboração de projetos de engenharia e arquitetura (que incluem a previsão de unidades habitacionais, praças, sistema viário, entre outros); e o monitoramento e controle das ações.

 

Para a construção do Plano de Urbanização Sustentável da Izidora, a Prefeitura de Belo Horizonte através da Secretaria Municipal de Política Urbana e da Companhia Urbanizadora de Belo Horizonte - URBEL desenvolveu um projeto piloto na Região da Izidora, em parceria com o Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos(UNOPS), o Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) e a Agência Brasileira de Cooperação (ABC) do Ministério das Relações Exteriores (MRE). Intitulado “Urbanização Sustentável da Região da Izidora em Belo Horizonte”, o projeto de cooperação técnica.