Pular para o conteúdo principal

Sala com muitas pessoas sentadas grupos
Foto: Rodrigo Clemente/PBH

Prefeitura qualifica servidores para melhorar gestão e processos internos

07/12/2018 | 16:57 | atualizado em 10/12/2018 | 12:40

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão, promoveu, de outubro até o início do mês de dezembro, o curso “Gestão de Processos, Inovação e Estratégia”. Voltada para servidores municipais, a qualificação teve o objetivo de fornecer uma visão expandida sobre o que é um processo de negócio e como ele pode ser um elemento chave para promover mudanças organizacionais.
 

“A proposta foi capacitar os participantes na metodologia de transformação de processos, compartilhando práticas e modelos consagrados de gestão e análise de processos de negócio”, conta Renata Coelho, diretora Central de Desenvolvimento Organizacional e coordenadora da atividade. “Além de aplicar o conhecimento adquirido, o servidor também terá o papel de multiplicador em sua área de abrangência”, completa.
 

A gerente do Escritório de Processos, Kênia Pôssas, também envolvida na organização do evento, assinala que a ideia surgiu com o propósito de desenvolver pessoas para atuarem em seus órgãos como agentes de mudança e de transformação. “O objetivo foi torná-los os pontos focais entre os órgãos e o Escritório Central de Processos para constituir células de modernização, a extensão da unidade central nas pontas”, explica.
 

Além de abordar questões relacionadas à Gestão de Processos, a capacitação também foi um rico instrumental de definição de estratégias e do repensar da organização com foco em melhorias para os executores e, principalmente, para os cidadãos. O processo disponibilizou ferramentas que permitem estruturar o planejamento e gerenciar com base em resultados, a partir de ações de monitoramento e avaliação.
 

“Outro ganho derivado é dotar os participantes de capacidade para leitura do ambiente e identificação de perfis gerenciais, o que permite que suas iniciativas de mudanças sejam endossadas e exitosas”, ressalta Kênia.
 

De acordo com a avaliação dos participantes, o curso alcançou 100% de índice de satisfação e mais de 97% de aprovação dos palestrantes. Glauciane Rodrigues de Sá, servidora da gerência de Planejamento e Monitoramento de Indicadores Sociais, confirma o resultado da pesquisa e diz que ficou impressionada com o alto nível de qualidade dos palestrantes e do conteúdo trabalhado.
 

“O melhor curso que já participei na Prefeitura”, destaca. Ela diz que as questões relacionadas à gestão estratégica de projetos e processos e as ferramentas mais adequadas para atingir melhores resultados, abordadas durante o curso, já poderão ser aplicadas no planejamento 2019 da Secretaria Municipal de Cultura. “Na próxima semana realizaremos um encontro sobre planejamento para otimizar a execução no próximo ano e já vamos aplicar um pouco do que aprendemos durante o curso”, relatou. 
 

Com carga horária de 40 horas/aula, o curso foi dividido em duas turmas, com cerca de 25 participantes em cada uma delas, representando 20 órgãos do Município. O conteúdo foi ministrado por profissionais de uma empresa de consultoria, especializada em gestão de processos de negócios. Todos os 54 servidores inscritos receberam certificado de participação.