Pular para o conteúdo principal

Prefeitura participa do MAX 2022, maior evento de audiovisual de Minas
Foto: Ricardo Laf

Prefeitura participa do MAX 2022, maior evento de audiovisual de Minas

criado em 07/11/2022 - atualizado em 07/11/2022 | 18:03

A Belo Horizonte Film Commission estará presente na programação da MAX 2022, maior evento de audiovisual de Minas Gerais, que reúne grandes nomes do mercado para discutir sobre oportunidades, desafios e tendências do setor no Brasil. O evento é promovido pelo Sebrae Minas e será realizado nos dias 8, 9 e 10 de novembro, em Belo Horizonte.

Nesta terça-feira (8), a Sala Conexões recebe, das 10h às 12h30, o warm-up que trará o tema "A importância das políticas regionais para o audiovisual'', com a presença de Gabriel Portela, secretário Municipal Adjunto de Cultura.

Para Eliane Parreiras, Secretária de Cultura de Belo Horizonte, a parceria com o Sebrae-MG é um passo importante para o fortalecimento das políticas voltadas para a Economia Criativa. “A partir desse Termo de Cooperação, serão desenvolvidos projetos específicos para várias áreas, já que Belo Horizonte é uma cidade vocacionada para a Economia Criativa. Assim, teremos ampliadas as ações do setor”, avalia.

Segundo Gabriel Portela, Secretário Municipal Adjunto de Cultura, a Maxx hoje é um dos principais mercados de audiovisual do país e vem no momento oportuno para o setor em Belo Horizonte, que tem sido cada vez mais destacado no cenário nacional e internacional. “Participar desse evento é uma ótima oportunidade para apresentar a Belo Horizonte Film Commission para Players do audiovisual de todo o país, assim como fortalecer as articulações em torno da política de audiovisual da cidade”, destaca.

Na conversa, Portela irá apresentar como a PBH desenvolve políticas públicas que envolvem diferentes iniciativas voltadas para a valorização do setor audiovisual, sendo um destaque o “BH nas Telas - Programa de Desenvolvimento do Audiovisual”, criado em 2018, que ampliou e inaugurou um conjunto de políticas voltadas para o setor. Também participam da mesa de debate outros convidados de destaque do setor como Vânia Lima, Sócia-dierora - Tem Dendê Produções; Alfredo Manevy, pesquisador e professor; Clemilson Farias, coordenador geral da Tela Amazônica; e Helder Queiroga, da Elipse - Conteúdos Interativos.

O secretário Municipal Adjunto de Cultura, Gabriel Portela, destaca a importância da presença do poder público no evento e sua contribuição no fortalecimento da construção de políticas públicas para o audiovisual.

No segundo dia de evento, na quarta-feira (9), a Sala Conexões recebe, das 14h30 às 15h10, a atividade “Belo Horizonte Film Commission apresenta: Belo Horizonte, cidade cenário”. Nela, Thaylane Cristina, coordenadora do Belo Horizonte Film Commission, irá apresentar a iniciativa lançada em fevereiro de 2022, pela Prefeitura de Belo Horizonte, responsável por apoiar as produções audiovisuais no município, autorizando, regulando e atraindo novas filmagens para a capital.

Já no terceiro e último dia, quinta-feira (10), haverá a assinatura de um Acordo de Cooperação entre a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura, e o Sebrae-MG para fomento ao ecossistema da Economia Criativa em Belo Horizonte, seus segmentos culturais, especialmente do audiovisual e da música. Para o segmento audiovisual, a cooperação inclui a intenção de implementação futura do Observatório do Audiovisual em Belo Horizonte, e o desenvolvimento de ações de formação para o setor, com o propósito de produzir informação e conhecimento através do mapeamento, cadastro e diagnóstico cultural do município. Participam do evento a secretária Municipal de Cultura, Eliane Parreiras, o secretário Municipal Adjunto de Cultura, Gabriel Portela, e a presidente da Fundação Municipal de Cultura, Luciana Féres.

Com a Belo Horizonte Film Commission, a Prefeitura diminui os prazos de autorização para gravação em espaços públicos da cidade e estabelece um canal único para as solicitações de filmagens dando mais agilidade e tornando mais fácil o processo de filmagens em BH. Para incentivar a produção audiovisual na cidade, a Belo Horizonte Film Commission também conta com uma Tabela de Descontos Progressivos sobre os preços de filmagens em equipamentos públicos.

Os descontos variam de acordo com o perfil da produtora, bem como da finalidade do produto audiovisual: produções independentes de curta-metragem ou documentário: por exemplo, têm 100% de desconto para a gravação nos equipamentos públicos do município; já as filmagens de longas-metragens de baixo orçamento e produtos para TV independentes, por sua vez, têm 90% de desconto. Todas as informações sobre a Belo Horizonte Film Commission se encontram disponíveis na página da comissão, no Portal Belo Horizonte.

BH nas Telas

Entre os destaques de políticas públicas desenvolvidas pela PBH para o setor audiovisual estão as ações do “BH nas Telas - Programa de Desenvolvimento do Audiovisual”, criado em 2018. O programa se divide em cinco eixos: política de preservação, política de difusão, política de formação e capacitação, política de fomento e investimento, e a Belo Horizonte Film Commission. Por meio da iniciativa, a Prefeitura de Belo Horizonte já realizou um investimento, entre 2018 e 2021, de cerca de R$ 24 milhões no setor audiovisual da cidade.

Destacam-se, dentro do BH nas Telas, projetos inéditos e importantes para o município, como a criação de editais setoriais para o audiovisual (os editais sob a chancela BH nas Telas); a efetivação de uma política inédita de formação audiovisual no município (centrada na Escola Livre de Artes Arena da Cultura, da Fundação Municipal de Cultura, e na implantação do Núcleo de Produção Digital de Belo Horizonte); e a implantação da Belo Horizonte Film Commission.