Pular para o conteúdo principal

Homem realiza exposição em sala com mais de vinte pessoas sentadas.
Foto: Adão de Souza/PBH

Prefeitura participa do do workshop Cidades Mais Inteligentes, da CDL-BH

15/02/2019 | 17:00 | atualizado em 15/02/2019 | 17:00

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão, participou do workshop Cidades Mais Inteligentes, promovido pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH). O encontro, voltado para dirigentes da CDL e empresários dos setores de comércio e serviços, aconteceu na quarta-feira, 13/2, na sede da entidade.  

 

O secretário municipal Adjunto de Planejamento, Orçamento e Gestão e subsecretário de Modernização da Gestão, Jean Mattos, representou o Município no evento com a palestra “Programa Belo Horizonte Cidade Inteligente: alguns resultados”.

 

Jean Mattos destacou que o conceito de cidade inteligente não é exclusivo do Poder Público. “Tem que haver uma parceria da administração municipal com a academia, empresários e cidadãos. Temos que planejar a cidade para que as pessoas tenham acesso a mais serviços, além de dar respostas rápidas aos desafios e problemas que enfrentamos. O importante é melhorar a qualidade de vida de todos”, salientou.

 

Ele explicou que o programa Belo Horizonte Cidade Inteligente, desenvolvido pela administração municipal nos últimos anos, se estrutura em cinco eixos, que se desdobram em várias frentes de trabalho. São eles:  Governança e Serviços ao Cidadão; Desenvolvimento Econômico e Urbanismo; Cultura Tecnológica e Inclusão Digital; Mobilidade e Segurança; Meio-Ambiente, Sustentabilidade e Cidadania.

 

Uma das ações destacadas pelo secretário é a ampliação do acesso à internet na capital mineira. “Fechamos 2018 com mais de cem pontos de internet gratuita na cidade, localizados, principalmente, nas áreas de maior vulnerabilidade social. Além disso, lançamos o PBH APP, que facilita o relacionamento do cidadão com o Poder Público ao disponibilizar diversos serviços ofertados pela Prefeitura. O PBH APP permite, por exemplo, a emissão do boletim escolar e, em breve, será disponibilizado o resultado de exames laboratoriais feitos pela rede municipal de saúde”, informou.  

 

Ações estratégicas

Outras ações estratégicas que integram o BH Cidade Inteligente, programa que também está em consonância com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, são as hortas comunitárias e os quintais produtivos. A proposta é fornecer alimentos mais saudáveis e gerar fonte de renda para as comunidades.

 

A melhoria do ambiente de negócios a partir do emprego de tecnologia foi destacada. “Dentro dessa lógica de smart city, implementamos, em 2018, o Alvará Sanitário Simplificado pela Internet, que já recebeu mais de 2.600 pedidos de alvarás em apenas dois meses de implantação”, disse Jean.  

 

O Laboratório Aberto de Internet das Coisas da Prodabel e ações para incentivar a criação de soluções inovadoras para o Carnaval de BH são outras ações do BH Cidade Inteligente.

 

Além de Jean Mattos e do presidente da CDL-BH, Marcelo de Souza e Silva, participaram do evento o consultor internacional e palestrante, Renato de Castro, e o CEO e fundador da startup VM 9, Marcos Marconi.