Pular para o conteúdo principal

Fachada da Casa do Baile, iluminada, à noite.
Foto: Glenio Campregher

Prefeitura divulga programação do Noturno nos Museus 2019

01/07/2019 | 18:26 | atualizado em 01/07/2019 | 21:08

Exposições com visitas mediadas, atividades educativas e oficinas, espetáculos teatrais e performances artísticas, exibições de filmes e contações de histórias. Tudo isso poderá ser visto e curtido pelo público em um horário alternativo durante o Noturno nos Museus 2019. Promovido pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura, o evento levará, na noite de 5 de julho, sexta-feira, uma série de atrações culturais diversificadas para museus públicos e particulares da cidade. Algumas instituições ficarão abertas até 23h. Toda a programação é gratuita e pode ser consultada no site do Noturno nos Museus 2019

 

A proposta do evento, que está em sua 6ª edição, é estender o horário de funcionamento dos museus da cidade, dando ao público a oportunidade de visitar as instituições em horários alternativos e acompanhar as atividades realizadas nesses locais. Os museus e centros de referência vinculados à Fundação Municipal de Cultura permanecerão abertos até às 23h. Outros museus da cidade também estenderão seu horário de funcionamento, oferecendo uma programação especial. Instituições que geralmente funcionam com cobrança de entrada, terão entrada gratuita durante o Noturno nos Museus 2019. São eles: o Museu Brasileiro do Futebol e o Museu de Ciências Naturais da PUC Minas.

 

O secretário municipal de Cultura, Juca Ferreira, ressalta a importância do projeto. “A ideia é ampliar o acesso e promover a visitação desses espaços para um público que não frequenta usualmente os museus, por dificuldade de ir nos horários convencionais, ou mesmo atraí-los por uma programação ou exposição especial”, ressalta o secretário. 

 

“O Noturno nos Museus de Belo Horizonte é uma ação que integra nossa política de memória e patrimônio cultural e que propicia o amplo acesso à população aos conteúdos museológicos, entendendo estes espaços como lugares de construção de conhecimento, fruição, reconhecimento de identidades, espaços de memória coletiva e de vivências”, afirma a presidente da Fundação Municipal de Cultura, Fabíola Moulin.

 

 

Transporte gratuito

Para promover a mobilidade da população entre as instituições, serão disponibilizadas, gratuitamente, algumas vans que irão circular das 18h às 23h. As vans realizarão trajetos específicos, ininterruptamente, até o final do evento. É uma oportunidade para que o público consiga visitar vários museus durante a noite. O roteiro dos veículos está divulgado no site do Noturno nos Museus. As vans estão sujeitas à sua lotação, de acordo com sua capacidade de lugares.

 

O Noturno dos Museus 2019 também terá um trajeto especial para os ciclistas. A rota das bicicletas será coordenada pelos grupos: Giro Rua, Bloco da Bicicletinha e BH em Ciclo. A concentração será na Growleria de Arte e vai passar por três museus participantes do evento: Museu da Imagem e do Som de Belo Horizonte, Museu Histórico Abílio Barreto e Centro Cultural Minas Tênis Clube.

 

 

Instituições municipais têm programação variada

Na região central, o Museu da Moda de Belo Horizonte traz a exposição “Corpos”. A mostra é composta por manequins produzidos pela Escola de Design da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) por meio da técnica de papercraft ou pepakura e roupas modeladas no origami tradicional. Uma oficina de origami também compõe a programação. O museu promove ainda o workshop “Livro de Artista: primeiras aproximações”, com Marina Seif, que explora o conceito no contexto das Artes Visuais e proporciona ao público a oportunidade de experimentar técnicas de ilustração, criatividade e expressão.

 

No workshop “Flash Fashion Branding: Como Criar e Construir uma Imagem para Negócios de Moda”, com o Coletivo Contorno, os participantes entenderão a importância de comunicar o propósito de um negócio, seus conceitos, construir imagens coerentes e emocionantes e compor uma narrativa que aproxime a marca do dia-a-dia de seus interlocutores.

 

No Museu Histórico Abílio Barreto a principal atração será a performance “Estranha Fruta”, do grupo Morro Encena. Construída a partir da famosa canção Strange Fruit, interpretada por Billie Holiday, a performance almeja dialogar, poeticamente, com e sobre o delicado momento político e social que vivemos. Assim como Elza Soares com sua voz poderosa brada “a carne mais barata do mercado é a carne negra”, os corpos das performers denunciam que árvores do sul, do norte, do leste, do oeste continuam produzindo estranhas frutas. O público também poderá conferir, até 23h, todas as exposições em cartaz no museu.

 

Já o Museu da Imagem e do Som de Belo Horizonte apresenta o espetáculo “Balona Bem Bolado no MIS”. Trata-se de um show com o músico mineiro Célio Balona, no qual o público terá a oportunidade de viajar no tempo desde a década de 1950 - vendo registros do músico na TV Itacolomi, durante visita à exposição sobre a emissora - até 2019, e assistirá uma apresentação de Célio Balona ao vivo em comemoração aos seus 80 anos de vida e 65 de carreira. O MIS Cine Santa Tereza terá sessões de exibições de filmes durante a noite e ficará aberto até 23h com a exposição “O Cinema da Transição Espanhola em 20 cartazes”.

 

Na Pampulha, uma das atrações da programação será na Casa do Baile, que destacará os jardins de Burle Marx durante o evento. Uma iluminação especial irá ressaltar as características do jardim e, a partir das 20h, terá início o espetáculo “O Jardim de Roberto” com uma projeção sobre os jardins. A atração se repetirá de hora em hora. O público poderá também conferir a exposição “Moderno Jardim Brasileiro”, realizada em parceria com o Escritório Burle Marx, que apresenta reprodução de projetos que mostram a trajetória do paisagismo moderno brasileiro.

 

No Museu Casa Kubitschek o objetivo é oferecer ao público experiências reflexivas e sensíveis no campo do paisagismo, da arquitetura residencial, dos modos de morar e da história da Pampulha. Durante o Noturno nos Museus 2019, o espaço promove visitas mediadas aos jardins, nas quais os participantes poderão explorar suas características artísticas, históricas e botânicas. Outra atração será o Piquenique Noturno, onde os visitantes terão a oportunidade de apreciar a noite e a live painting nas esteiras estendidas sobre o gramado.

 

Já o Museu de Arte da Pampulha ficará aberto até 23h com a exposição “Mais Dia, Menos Noite”, uma instalação da artista Tatiana Blass que ocupa o espaço interno e os jardins do museu. Também integra a exposição a exibição de filme/vídeo com obras da artista.

 

O Centro de Referência da Cultura Popular e Tradicional Lagoa do Nado promove o “Sarau Noturno”, uma edição especial do projeto “Sarau Desjejum”.  Sob coordenação do grupo Canoa de Lua, o evento trará como convidados os seguintes músicos atuantes no contexto da cultura popular: Felipe Bedetti; Dalmir Lott e Murilo Lobo. O público também poderá conhecer a exposição “Quilombos Urbanos e a Resistência Negra em Belo Horizonte”.

 

 

NOTURNO NOS MUSEUS 2019

Dia 5 de julho | sexta-feira | das 18h às 23h

Programação completa: site do Noturno nos Museus 2019


Últimas Notícias

Setembro verde: mês da pessoa com deficiência. Rumo a uma cidade inclusiva e sustentável. Torcedores com deficiência entram em campo na luta pela inclusão

Torcedores com deficiência entrarão em campo com atletas do Cruzeiro e do Flamengo neste sábado, dia 21/9, no Mineirão.

20/09/2019 | 23:18
Casal passeia com criança em cadeira de rodinhas e outroas pessoas caminham na Savassi, no domingo, durante o dia. BH é da Gente oferece ioga, encontro de carros e orientação nutricional

Show de talentos, ioga, encontro de carros e orientação nutricional são atrações do BH é da Gente no domingo, dia 22/9.

19/09/2019 | 20:26