Pular para o conteúdo principal

Secretária Municipal de Educação, Ângela Dalben, em mesa com professores da Rede Municipal de Ensino. Ao fundo, tela com o texto "XX Seminário Infância na Ciranda da Educação - A Valorização da Diversidade: sua complexidade e possibilidades nos contextos da educação Infantil".

Prefeitura discute valorização da diversidade na Educação

22/03/2017 | 20:29 | atualizado em 01/06/2017 | 09:15

A Valorização da Diversidade: sua complexidade e possibilidades nos contextos da Educação Infantil é o tema do XXII Seminário Infância na Ciranda da Educação. O evento reuniu cerca de 1400 profissionais das escolas municipais, creches conveniadas e escolas particulares que atendem à educação infantil e integram o Sistema Municipal de Ensino em Belo Horizonte.

Durante a abertura do seminário, realizado no Teatro Ney Soares do UniBH, a secretária municipal de Educação, Ângela Dalben, ressaltou que esse momento de interlocução entre as redes pública e privada ajuda a ampliar a discussão sobre como trabalhar o tema diversidade no âmbito da cidade. “Esse seminário faz parte das nossas ações de formação para a educação infantil. É também um espaço para troca de experiência uma vez que reúne representantes de todo o Sistema Municipal de Ensino. Avalio como bastante positiva essa oportunidade de juntos refletirmos e construirmos estratégias para melhor trabalharmos a questão da diversidade em nossas escolas, Umeis e creches. Momentos como esse são fundamentais para qualquer profissional, que sai fortalecido com novas idéias ".

A gerente de Coordenação da Educação Infantil de BH, Mayrce de Freitas, aponta que o Seminário Infância na Ciranda da Educação já se tornou referência para a toda a região metropolitana e é aguardado ansiosamente por gestores, professores e demais profissionais que atuam com as crianças nas redes pública, conveniada e privada. ”As pessoas vêm não somente para receber informações e apresentar os trabalhos de suas instituições, mas para trocar ideias e experiências. As diferentes especificidades de cada instituição e de cada rede de ensino reunidas no mesmo espaço, comprovam que temos um foco e um ponto em comum que é a criança de Belo Horizonte e a garantia plena do seu desenvolvimento com atividades planejadas e de muita qualidade".

Programação

No primeiro dia de atividades, o seminário, que inclui relatos de experiências e exposição de trabalhos, trouxe como convidada para proferir a palestra Magna, a pedagoga Carla Fernandes Chiericatti. Mestre em Educação Tecnológica e Especialista em Comunicação Social, a palestrante elogiou a iniciativa da Prefeitura e ressaltou a importância de discutir e refletir sobre esse tema, principalmente, entre os que atuam na Educação. “Essa questão está presente desde a entrada da criança nas instituições de ensino. Há diversidade racial de gênero, social, cultural, religiosa, física, mental, já no ato da matrícula. Lidar com essas diversidades, precisa, cada vez mais, de uma formação crítica e reflexiva de todos os envolvidos no processo de ensino, para que consigam compreender que somos embutidos de valores, normas e padrões, que nos distanciam um dos outros e por isso, é importante refletir sobre os atos e os valores de quem trabalha na educação Infantil”.

No dia 22 de março, a programação tem como foco os relatos de experiências de instituições municipais, conveniadas e da rede privada. Pela manhã, os temas abordados serão A África na construção da nossa identidade (Obras Sociais do Padre Agnaldo); Minha família é assim (Colégio Padre Eustáquio) e As crianças do Brasil (Umei Alaíde Lisboa). No período da tarde, os relatos serão Coisas de Índio: Nossos Vizinhos (Creche Comunitária Eunice Lanza); Descobrindo as diferenças (Colégio Padre Eustáquio) e Diferentes no cabelo, iguais no amor (Umei Alto Vera Cruz).


Últimas Notícias

Imagens da região da Comunidade Dandara durantes a urbanização PBH leva urbanização e melhorias na qualidade de vida à Comunidade Dandara

A Comunidade Dandara possui hoje cerca de 1,35 mil famílias morando nas mais de 20 ruas transversais.

12/08/2020 | 16:43
Imagens aérea do centro de Belo Horizonte PBH cria Comitê de Acompanhamento da Implementação da Lei Aldir Blanc

O comitê é composto por 23 integrantes, sendo 11 do executivo municipal e 11 da sociedade civil, além de um representante técnico da UFMG.

12/08/2020 | 16:43