Pular para o conteúdo principal

Prefeitura discute economia criativa em Belo Horizonte

12/12/2018 | 20:33 | atualizado em 12/12/2018 | 20:34

Dentro das comemorações dos 121 anos da capital mineira, a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e do Sebrae Minas, promoveu na quarta-feira, dia 12 de dezembro, o seminário Horizonte Criativo, um movimento para consolidar e comunicar o território da economia criativa e da inovação na cidade. A iniciativa vai valorizar regiões importantes, aproveitando a vocação, da capital, para as artes, a cultura, a gastronomia, o turismo, a tecnologia e a inovação. A primeira proposta discutida foi o eixo Lagoinha, antigo bairro boêmio da capital mineira e berço da imigração italiana.

 

 O objetivo do seminário foi iniciar a elaboração de um projeto de fomento à economia criativa em Belo Horizonte, de forma democrática. A proposta vai trabalhar os setores criativos como instrumento estratégico para o desenvolvimento socioeconômico de cidade, contribuindo para a diversificação, competitividade, inovação, atração de investimentos, sustentabilidade, inclusão social, potencial turístico e expansão econômica da cidade.

 

 O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Cláudio Beato, destacou a importância da economia criativa no Brasil, em Minas e em Belo Horizonte. Segundo ele, o movimento Horizonte Criativo é integrado também pela Secretaria Municipal de Cultura e outros órgãos da Prefeitura de Belo Horizonte, como a secretarias municipais de Segurança e Política Urbana, entre outros, e com a parceria do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae Minas).

 

Programação

A programação do seminário teve a palestra de Ana Carla Fonseca sobre Economia Criativa e o painel “Economia criativa e inovação como motores do desenvolvimento de Belo Horizonte”. O grupo de samba A Turma da Turma, da Lagoinha, fez uma apresentação musical.

 

A iniciativa reuniu o secretário municipal de Cultura, Juca Ferreira, o subsecretário de Assuntos e Investimentos Estratégicos, Marcos Mandacaru, a subsecretária de Planejamento Urbano, Izabel Dias de Oliveira Melo, o diretor do Sebrae Minas, Marden Magalhães, o presidente da Belotur, Aluizer Malab, e o superintendente-executivo do P7 Criativo, Leonardo Guerra. Participaram também a assessora da Secretaria Municipal de Cultura, Graziella Medrado, a assessora da Belotur, Neuma Horta, e a coordenadora-executiva da coordenadoria de Transferência e Inovação Tecnológica da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Juliana Crepalde.

Ouça este conteúdo

Últimas Notícias

Cerca de dez servidores trabalhando em meio às obras e construções. Vilas São Tomaz e Aeroporto passam por transformação após retomada de obras

As obras do Programa Vila Viva nas vilas São Tomaz e Aeroporto, localizadas na região Norte da Capital, foram retomadas pela Urbel

20/02/2019 | 16:33
vista de cima do viaduto da lagoinha Consulta pública vai avaliar propostas de requalificação de baixios de viadutos

A Prefeitura publicou a consulta pública que visa a avaliar propostas que busquem a requalificação dos baixios de sete viadutos.

19/02/2019 | 19:08