Pular para o conteúdo principal

Informativo sobre o Coronavírus em Belo Horizonte
Foto: Arte PBH

Prefeitura define diretrizes para contratação de leitos em hospitais privados

02/07/2020 | 19:12 | atualizado em 08/07/2020 | 17:14

Em continuidade à política de ampliação de leitos destinados à Covid-19, a Prefeitura de Belo Horizonte definiu as diretrizes para utilização de unidades em hospitais privados. A contratação será em caráter excepcional e temporário, para complementar os serviços de UTI adulto destinados aos pacientes com Covid-19 na capital. As definições estão descritas na Portaria SMSA/SUS-BH  0269/20, que foi publicada no Diário Oficial do Município desta quinta-feira, dia 2.

 

O processo de adesão será por meio de chamada pública para seleção simplificada, destinada a hospitais que preencham os critérios definidos na portaria. A Secretaria Municipal de Saúde fará a mediação do processo de adesão dos hospitais, que deverão seguir as normas, fluxos, rotinas, protocolos e sistemas instituídos pela saúde municipal.

 

A contratação terá vigência de 30 dias, podendo ser prorrogada pelo mesmo período, dependendo da evolução da taxa de ocupação de leitos de UTI adulto Covid-19. É importante esclarecer que a quantidade de leitos privados contratados será determinada por demanda da Central de Internação de Belo Horizonte. Os hospitais privados selecionados serão responsáveis pelo transporte para busca do paciente e todos os recursos assistenciais necessários durante sua permanência na instituição.

 

 

Incremento

A Prefeitura de Belo Horizonte também irá incrementar em cerca de 40% os valores pagos aos hospitais da Rede SUS-BH, que contam com leitos para pacientes com Covid-19. Este incremento será realizado enquanto houver tendência de ocupação dos leitos de UTI adulto Covid-19 superior a 90%. O incremento tem como objetivo garantir aos hospitais mais recursos para contratação de médicos e demais profissionais necessários à assistência, insumos e medicamentos.


Veja também