Pular para o conteúdo principal

 PBH reabre ao público todos os Centros Culturais da cidade
Foto: Ricardo Laf

Prefeitura de BH reabre ao público todos os Centros Culturais da cidade

criado em 25/11/2021 - atualizado em 25/11/2021 | 17:19

A Secretaria Municipal de Cultura e a Fundação Municipal de Cultura completam neste sábado, dia 27, o ciclo de reabertura ao público dos Centros Culturais da cidade. As atividades presenciais retornam aos Centros Culturais Alto Vera Cruz, Liberalino Alves de Oliveira, Vila Fátima, Vila Santa Rita, Urucuia e Zilah Spósito. Eles se juntam às unidades do Jardim Guanabara, Pampulha, Salgado Filho, São Geraldo, Usina da Cultura, Urucuia, Vila Marçola, Venda Nova, São Bernardo, Lindeia Regina, Padre Eustáquio e Bairro das Indústrias, que foram reabertos em outubro e no início deste mês. As bibliotecas instaladas nestes Centros Culturais também retomam suas atividades presenciais. Os usuários deverão seguir os protocolos de prevenção à Covid-19 vigentes no município, entre eles o uso de máscaras e a higienização das mãos. 

Os Centros Culturais permanecem abertos para as atividades presenciais de quarta a sexta-feira, das 12h às 20h, aos sábados, das 9h às 17h e no primeiro domingo do mês, das 9h às 17h (exceto o Centro Cultural Usina da Cultura, que não abrirá aos domingos). O acesso do público aos Centros Culturais, bem como às bibliotecas, é livre, não sendo necessário agendamento prévio. Entretanto os espaços estão sujeitos a lotação  específica de acordo com o protocolo de prevenção à Covid-19. Já para o uso dos espaços (ensaios e eventos), para inscrições nas atividades de formação, além da retirada dos ingressos será necessário acessar o Portal da Prefeitura - nos sites pbh.gov.br/reaberturacentrosculturais e pbh.gov.br/reaberturabibliotecas

Para Fabíola Moulin, secretária municipal de cultura e presidenta interina da Fundação Municipal de Cultura, a reabertura destes espaços culturais é um passo importante e representativo da retomada do setor cultural na cidade. “A retomada das atividades culturais, que está sendo possível diante da melhora nos índices da pandemia, é muito representativa e beneficia toda a população, que passa a poder vivenciar novamente a fruição cultural presencial, tão importante para a vida de todas as pessoas. Os Centros Culturais da Prefeitura são uma referência por toda a cidade, presentes nas diversas regionais, e a reabertura de todos esses equipamentos, junto às suas respectivas bibliotecas, é simbólica após esse período de adaptações e tantos desafios”, afirma. 

Estão disponíveis nos Centros Culturais a visitação às exposições de artes visuais, o uso dos computadores do Telecentro e o acesso às áreas externas dos equipamentos. Já nas bibliotecas, o retorno gradual oferece acesso ao acervo integrado das 22 unidades da Rede de Bibliotecas da Fundação Municipal de Cultura, com o serviço de empréstimo de livros e de publicações, bem como o serviço de referência ao leitor.  Por meio do site, será possível a consulta virtual ao acervo bibliográfico, pelo sistema Pergamum, e a reserva e agendamento para retirada e/ou devolução do material presencialmente, de forma ágil, sem permanência no espaço ou acesso às estantes, como medida de prevenção à Covid-19. 

Neste momento de retomada, os Centros Culturais oferecerão uma programação híbrida, que contemplará as atividades presenciais e também as virtuais do “Centros Culturais em Rede”, que já vinham sendo ofertadas, com a maior parte das ações promovidas pelo YouTube da Fundação Municipal de Cultura. Toda a programação oferecida nestes espaços é gratuita. 

Destaques da programação presencial

O Centro Cultural Venda Nova apresenta a exposição "TV Itacolomi – A Pioneira de Minas”. Desenvolvida pelo Museu da Imagem e do Som de Belo Horizonte, a mostra apresenta a trajetória da primeira emissora de televisão do Estado, reunindo fotografias, depoimentos, objetos e registros audiovisuais em que são retratados o contexto histórico, artístico e de comunicação da TV. A exposição fica em cartaz até 22 de janeiro. O CCVN também traz no dia 4 de dezembro o “Café com Saberes - Encontro”, com a mediação do Mestre Paulino Caldeira Barros. Trata-se do compartilhamento de experiências acerca do uso das ervas e plantas utilizadas como medicinais, para cura ou prevenção de doenças, alimentação natural e dicas para o bem-estar. As inscrições podem ser feitas no Portal da PBH - pbh.gov.br/reaberturacentrosculturais.

Já o Centro Cultural Pampulha traz ao público a partir de 1º de dezembro a exposição “Cidade de Ouro Preto”. A mostra fotográfica dos artistas Bruna Araujo e Hebert Santos põe em questão a materialidade da arte de culturas nativas brasileiras e até quanto os fundamentos formais dão conta de fazer a leitura da trajetória histórica do Brasil e Ouro Preto. A ideia é conhecer e refletir sobre as contribuições das culturas e histórias do país. A exposição pode ser vista até 31 de dezembro. 

Os Centros Culturais também abrem suas portas ao projeto “Encontros Presenciais de Brinquedos e Brincadeiras”. Oferecidos pela Escola Livre de Arte Arena da Cultura, os encontros são semanais e gratuitos. Neles, as crianças vivenciam brincadeiras populares e também aprendem a confeccionar brinquedos. Os encontros acontecem de quarta-feira a domingo em diferentes Centros Culturais. A programação pode ser consultada no Portal da PBH - pbh.gov.br/reaberturacentrosculturais

Serviço 

Reabertura dos centros culturais e da rede de bibliotecas da Fundação Municipal de Cultura
 
Data: a partir de 27 de novembro 

Horários de funcionamento: quartas, quintas e sextas-feiras, das 12h às 20h; aos sábados, das 9h às 17h; e no primeiro domingo do mês, das 9h às 17h (exceto o Centro Cultural Usina da Cultura, que não abrirá aos domingos) 

Agendamento prévio para retirada de ingressos para atividades presenciais: por telefone, diretamente no centro cultural, ou pelo portal da Prefeitura - pbh.gov.br/reaberturacentrosculturais e pbh.gov.br/reaberturabibliotecas.