Pular para o conteúdo principal

Copa Centenário 2019 - Manchester 3x1 Bahia, final feminino adulto
Foto: Marcelo Machado/PBH

PBH estimula a participação de mulheres em competições esportivas

27/12/2019 | 12:26 | atualizado em 02/01/2020 | 15:34

Desde a adesão à plataforma Cidade 50-50: todos e todas pela igualdade, da Organização das Nações Unidas, a Prefeitura de Belo Horizonte vem atuando para cumprir o compromisso de adotar políticas públicas que promovam a igualdade de gênero e a defesa dos direitos das mulheres.

 

Os reflexos desse trabalho, iniciado em 2017, já podem ser percebidos em diferentes áreas, como no acesso delas às competições esportivas da Secretaria de Esportes e Lazer. Na Copa Centenário, torneio de futebol amador realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, a participação das atletas dobrou em 2019, no comparativo com 2016. Se há três anos 275 atletas e 11 equipes se inscreveram na atividade, em 2019 foram 582 esportistas e 23 equipes.

 

A ampliação no acesso foi viabilizada pela destinação de um orçamento exclusivo para o incremento de inscrições de times femininos e a inclusão, em 2018, da modalidade Feminino Sub-17 (de 14 a 17 anos), que até então, só existia na modalidade adulto.

 

 

Jogos Escolares

Nos jogos escolares, o aumento da presença de meninas também pôde ser percebido. Em 2019, o número de participantes do gênero feminino, nas modalidades coletivas, aumentou 14,25% em comparação com o ano anterior. A análise de inscritos nas últimas competições (esportes coletivos) aponta a redução na disparidade da participação das mulheres com relação aos homens. De 67% de participação masculina e 33% feminina em 2018, passamos a 62% e 38% neste ano, respectivamente.

 

A professora de Educação Física da Escola Municipal Hugo Pinheiro Soares, Juliana Myrrha Gillis, é a treinadora do time de futebol feminino da unidade. As atletas já conquistaram três vitórias em jogos escolares municipais nos últimos quatro anos, duas nos jogos metropolitanos, e já representaram Belo Horizonte no torneio mineiro. A educadora explica que sempre busca envolver os alunos na prática esportiva, principalmente as meninas, que não têm oportunidade de praticar esportes fora da escola. “Nosso objetivo é dar oportunidade para elas terem essa vivência esportiva, como uma forma de se envolverem com outras atividades, abrir o universo delas, permitir que conheçam novos lugares, novas pessoas e ao mesmo tempo aumentar o vínculo delas com a escola, chegando até a um melhor rendimento escolar”, conta. Ao todo, 20% das alunas do terceiro ciclo participam do Projeto Futebol Feminino, e treinam três vezes por semana no contraturno escolar.

 

As alunas Ana Carolina Moreira, 14 anos, e Ester Naiane da Silva, 15 anos, integram o time feminino há três anos, como goleira e zagueira, respectivamente. Ambas participaram das vitórias dos últimos anos e agradecem o incentivo que recebem de professores, familiares e colegas na trajetória no esporte. “Eu fico muito feliz quando jogo. Nossos amigos torcem, acreditam em nós, na nossa capacidade. A gente faz amizade com os outros times, e vive a emoção que é ganhar um campeonato”, comemora Ana Carolina. “Esse é meu último ano nessa escola, e saio muito feliz por ter feito parte do time. Agora eu torço pelas meninas que estão chegando, e que elas deem orgulho pra gente, porque a gente não fez feio!”, deseja Ester.

 

 

Cidade 50-50

Para colocar em prática o acordo firmado a partir da assinatura da plataforma, foi criado o Comitê Municipal de Equidade de Gênero, grupo composto por representantes de todas as secretarias municipais cujas políticas afetem diretamente a vida das mulheres. O objetivo final é a construção do primeiro Plano Municipal de Equidade de Gênero de Belo Horizonte, documento foi publicado no Diário Oficial do Município em 11 em dezembro de 2019.

 

Representantes da Assistência Social, Direito e Cidadania, Segurança e Prevenção, Educação, Saúde, Esporte e Lazer, Política Urbana, Meio Ambiente, Segurança Alimentar e Nutricional, Habitação, Trabalho e Emprego, Planejamento, Orçamento e Gestão, Desenvolvimento Econômico e Comunicação integram o grupo de trabalho.

 

Periodicamente, o comitê se reúne para estabelecer estratégias de ações intersetoriais, com foco na promoção da igualdade entre os gêneros e no empoderamento das mulheres no território da cidade, nas esferas pública e privada, na economia, na política, no ambiente de trabalho, na saúde, na educação, na cultura, no lazer, na mobilidade, no transporte público e outras áreas de incidência na cidadania.

 

De acordo com Viviane Moreira Coelho, diretora de Políticas para as Mulheres, órgão ligado à Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, as discussões articuladas no comitê trazem possibilidades de criações intersetoriais e viabilizam um espaço de diálogo nas construções de políticas conjuntas para as mulheres. “O comitê permite a elaboração de ações que perpassam por diferentes pastas da gestão municipal, que trabalham em conjunto na busca pela equidade de direitos entre homens e mulheres na cidade de Belo Horizonte”, define. Saiba mais sobre a plataforma Cidade 50-50.

 

27/12/2019. Equidade no Esporte. Fotos: Marcelo Machado/PBH


Últimas Notícias

Agentes da Defesa Civil em atendimento na Vila Biquinhas Prefeitura atende 474 chamados em razão das chuvas nas últimas 36 horas

Assim como no dia anterior, moradores do Barreiro foram os que mais acionaram a Defesa Civil, totalizando 53 chamados nesta sexta-feira.

24/01/2020 | 19:10
Ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, o procurador-geral de Justiça Antônio Sérgio Tonet e o prefeito Alexandre Kalil Ministra Cármen Lúcia visita gabinete do prefeito no COP

O encontro foi realizado no Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP-BH), para onde o prefeito transferiu seu gabinete.

24/01/2020 | 14:23