Pular para o conteúdo principal

Prefeito Alexandre Kalil confere skate com pinturas do Projeto Gentileza no Lar dos Idosos Nossa Senhora da Saúde durante o dia.
Foto: Amira Hissa/PBH

Prefeito Alexandre Kalil visita Lar dos Idosos Nossa Senhora da Saúde

04/07/2018 | 18:56 | atualizado em 06/09/2018 | 14:28

O Lar dos Idosos Nossa Senhora da Saúde, localizado no bairro São Geraldo, recebeu, na quarta-feira, dia 4 de julho, intervenções artísticas promovidas pelo Movimento Gentileza, no projeto Arte nos Lares. A ação contou com a participação de nomes importantes do grafite e muralismo do país e foi acompanhada pelo prefeito Alexandre Kalil.

 

“Esse é um pessoal que foi abandonado por muito tempo, que não dá voto, que não pede voto, e por isso mesmo foram deixados de lado muitos anos e estamos resgatando um pouco isso. Autorizamos já a reforma de 28 Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPIs). São pequenas reformas, coisa de R$ 4 ou 5 milhões. O Movimento Gentileza não tem a menor interferência do meu gabinete, é realizado pela primeira dama sem despesa nenhuma para a Prefeitura de Belo Horizonte, como já diz o nome, Gentileza.  É um ato de gentileza sem gastar nenhum real do Poder Público”, afirmou o prefeito de Belo Horizonte.

 

Os artistas que participaram da intervenção foram Rodrigo Scalabrini, conhecido como “Kaos”, Fernando Perdigão e o estreante no movimento, Luís Otávio, o “World”. Essa é a segunda ação do Arte nos Lares, previsto para acontecer em 28 ILPIs de Belo Horizonte. A primeira atividade aconteceu no Lar dos Idosos São José, localizado no bairro Olhos D´Água, no dia 28/03, também com os artistas Fernando Perdigão e Rodrigo Scalabrini Kaos, além de Ataíde Miranda, Nilo Zack e João Marcelo (Goma).

 

“As pinturas estão dando uma identidade nova para a instituição e trazendo mais cor e mais alegria para nossos idosos. O mais importante é essa interação dos moradores com outras pessoas de fora e com essa explosão de cores”, ressaltou a coordenadora do Lar dos Idosos Nossa Senhora da Saúde, Rafaela Faustino.

 

 

 Área de convívio renovada

O Lar Nossa Senhora da Saúde recebeu desenhos personalizados em sua área de convívio, onde, antes da intervenção, havia apenas paredes brancas. Os desenhos escolhidos foram corações, flores e as imagens de Nossa Senhora da Saúde e São Geraldo. Também foram oferecidas telas de estêncil para os idosos participarem e interagirem com o movimento.

 

Atualmente, o Lar dos Idosos Nossa Senhora da Saúde atende 17 idosos, entre homens e mulheres, e tem capacidade para receber 20. A entidade tem como finalidade promover o acesso à saúde, à religião, à cultura, à segurança, à moradia digna, promoção da convivência intergeracional e à manutenção de vínculos com familiares e a comunidade.

 

“É muito bom quando encontramos pessoas que procuram ajudar a gente. Muito obrigada por essa oportunidade que vocês estão nos dando, só o nome já fala tudo: Gentileza”, agradeceu a moradora do Lar, Maria do Carmo, de 89 anos.

 

 

Acolhimento Institucional para Idosos

O acolhimento para idosos se destina a usuários com 60 anos ou mais, de ambos os sexos, independentes ou com algum grau de dependência. Está previsto para idosos que não dispõem de condições para permanecer com a família, com vivência de situações de violência e negligência, em situação de abandono e/ou com vínculos familiares fragilizados ou rompidos.

 

São credenciadas pela Prefeitura 24 ILPIs, uma República (atende a idosos que são independentes de cuidadores) e uma Casa-Lar (atende a um público bastante reduzido e independente).

 

Aproximadamente 900 pessoas são atendidas e contam com os serviços de abrigamento, atendimento psicossocial e alimentação, além de atendimentos nas unidades de saúde da PBH.

 

Em 2017, o orçamento previsto para o atendimento dessas instituições foi de R$ 15,9 milhões. Em outubro de 2017, a Prefeitura anunciou um reajuste nos valores per capita repassados para as ILPIs que variou de 6% a 20%, de acordo com o grau de dependência do idoso.