Pular para o conteúdo principal

MCs se apresentam no palco do evento
Fotos: Divulgação/PBH

Praça da Estação será palco da Grande Final do Duelo de MCs Nacional 2019

10/12/2019 | 17:56 | atualizado em 17/12/2019 | 15:20

Nas tardes de 14 e 15 de dezembro, Belo Horizonte recebe a Grande Final do Duelo de MCs Nacional 2019, integrando a programação oficial do aniversário de 122 anos da capital. A festa vai ocupar pela primeira vez a Praça da Estação, no centro de BH, e o que está em jogo é o título da maior batalha de rimas improvisadas do país.

Os shows com Samora N’zinga (BH), Cesar MC (ES), Clara Lima (BH), Tássia Reis (SP), Stefanie (SP), Hot e Oreia (BH) e as apresentações dos/das DJs LB, Junin Bumbep, Roger Dee e Kingdom completam as atrações do evento que pretende receber um público de 20 mil pessoas por dia.

Na disputa pelo título nacional estão 16 MCs improvisadores de diferentes estados brasileiros: W MC (AM), Bispo (RR), Pedrão Pesadão (AP), Lemes (TO), MCharles (CE), Tonhão (CE), Vinicius ZN (PE), LV (RN), Kenshin (AL), Skinny (AL), Neo (RJ), Noventa (ES), Lauro (PR), Ornaghi (PR), Jhon (DF) e Hate (DF) se classificaram para a final.

Eles enfrentaram um processo seletivo intenso, realizado em todo o país, entre maio e novembro deste ano, que reuniu mais de 3 mil MCs, de pelo menos 300 cidades dos 27 estados da federação. Nesta edição, o campeão do Duelo de MCs Nacional vai receber uma premiação de R$ 15 mil em dinheiro, além de produções musicais e audiovisuais.

O Duelo de MCs Nacional 2019 é apresentado pela TNT Energy Drink e tem patrocínio da Itaipava. O Hotmart Sparkle é o app oficial do evento e, este ano, a Grande Final também conta com a parceria do Museu de Artes e Ofícios e do Rap Box. Em sua oitava edição, o projeto realizado pela Família de Rua tem o apoio da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal da Cultura.


Shows inéditos e lançamentos no palco da grande final 

Com exceção da dupla mineira Hot e Oreia, que já levou o show do álbum “Rap de Massagem” (lançando em agosto de 2019) para diferentes espaços da capital e não poderia ficar de fora da festa, o Duelo Nacional 2019 traz três lançamentos de discos e um show inédito para o palco montado na Praça da Estação.

Depois de se consagrar campeão nacional do Duelo em 2017 e ganhar o Brasil com seu trabalho autoral junto ao selo Pineapple, o capixaba Cesar MC faz sua primeira apresentação em BH. Além dele, Clara Lima, com seu novo EP, “Selfie”, Tássia Reis, convidando a MC Stefanie e apresentando o repertório do recém lançando “Próspera”, e Samora N’zinga, que estreia o disco “D.A.A.T” na Grande Final, integram a programação de shows da edição deste ano.


SAMORA N’ZINGA

Samora N'zinga, um dos MCs que se destaca na cena Hip Hop de Belo Horizonte, é precursor do gênero musical AFROTRAP no Brasil. Após uma turnê no sudeste da África, em Moçambique, Samora retornou ao Brasil com as vivências necessárias para concluir seu segundo disco, o “D.A.A.T”, que mistura Afrobeat, Trap, Funk, Samba, Dub, Rap e ritmos tradicionais numa obra extraordinária e inconfundível, que já está disponível em todas as plataformas digitais.


CESAR MC

Cesar MC é um artista periférico local do Morro do Quadro, em Vitória, Espírito Santo. Criado nas batalhas de rimas improvisadas, começou sua trajetória como rimador aos 16 anos, ganhando destaque na cena ao vencer praticamente todas as batalhas da sua região. Em 2017 conquistou o título do Duelo Nacional e desde então vem se destacando com o seu trabalho musical em parceria com o selo Pineapple. É apontado como um dos principais nomes do Rap Nacional em 2019 e seus primeiros lançamentos, as faixas “Quem tem boca vaia Roma”, “Minha Última Letra” e “Canção Infantil” já somam mais de 40 milhões de visualizações no YouTube.


CLARA LIMA

Com participações de MC Guimê e Chris MC, Clara Lima fala sobre a importância de viver novas experiências, amadurecimento e amor nas oito faixas do seu segundo EP, “Selfie”, lançado em novembro de 2019 pelo selo Ceia Ent. Artista mineira reconhecida por seu sucesso entre as batalhas de MCs pelo Brasil, Clara foi a primeira mulher a representar Minas Gerais no Duelo de MCs Nacional e na Batalha do Conhecimento, uma das principais batalhas do Rio de Janeiro, ambos em 2015; e foi ainda campeã do YO Music Brasília, em 2016.


TÁSSIA REIS

A cantora Tássia Reis lançou, em junho de 2019, “Próspera”, o terceiro trabalho de estúdio da sua carreira. O álbum está disponível em todas as plataformas digitais. Composto por 16 faixas – 13 tracks e 3 interlúdios –, o compilado conta com as participações especiais de Fabriccio, Monna Brutal, Froid, Preta Ary e Melvin Santhana. Gravado entre março e abril de 2019, no C4 Studio (SP), o disco tem produção assinada por DJ Thai, Eduardo Brechó, Jhow Produz, Nelson D e Willsbife, além da própria Tássia Reis. A mixagem e masterização de “Próspera” são de Luis Lopes.


STEFANIE

Ela rima, ela compõe, ela: Stefanie, a MC com levada e métrica peculiares que se destaca não apenas por ser mulher negra no movimento Hip Hop, mas principalmente pela sua qualidade musical. Nascida e criada em Santo André, foi influenciada pela militância política de consagrados grupos de rap dos anos 90 e, em 2004, decidiu ousar e criar a sua versão da história. Stefanie participou de projetos de destaque como o grupo de rap “Simples” e o coletivo “Pau-de-dá-em-doido”, gravou com grandes nomes do Rap Nacional, entre eles Lurdez da Luz, Max B.O e Tássia Reis e, ao longo de sua carreira, abriu shows de grandes artistas, como De La Soul (USA) e Talib Kweli (USA).


HOT E OREIA

Hot e Oreia fazem rap fora da caixa. Seu primeiro álbum, “Rap de massagem”, lançado em agosto de 2019, parte do sentimento de não-pertencimento da dupla ao cenário do Rap nacional. As músicas expõem críticas satirizadas da realidade brasileira e mesclam linguagens musicais que fogem do tradicional padrão do estilo, como destaque para os pontos de candomblé.


Desde 2012


Realizado pela primeira vez no ano de 2012, o Duelo de MCs Nacional tornou-se um marco para o Hip Hop brasileiro. Em sete edições, o projeto passou por todas as regiões do país e recebeu grandes nomes da cultura Hip Hop em seu palco, com destaque para Djonga (MG), Cris SNJ (SP), Tamara Franklin (MG), Emicida (SP), Rappin Hood (SP), Marechal (RJ), DJ Nyack (SP), Matéria Prima (MG), Potencial 3 (SP), DJ Roger Dee (MG), Slim Rimografia (SP), Gustavo Pontual (PE), Bruno BO (PA), DJ Erick Jay (SP), Melanina MCs (ES), DV Tribo (MG) e Rico Dalasam (SP).


Conheça os Campeões


Nas duas primeiras edições do Duelo Nacional, em 2012 e 2013, a vitória ficou com o mineiro Douglas Din. Em 2014, quem venceu foi o MC Larício Gonzaga, da cidade de Lauro de Freitas, na Bahia. No ano seguinte, em 2015, a conquista foi para o Rio de Janeiro, consagrando o MC Orochi como campeão.  O brasiliense Sid foi quem venceu a disputa em 2016, levando o título para o Distrito Federal. Cesar, que veio de Vitória, foi quem levou em 2017, colocando o Espírito Santo de vez no mapa das batalhas no Brasil. De Dourados, no Mato Grosso do Sul, o MC Miliano venceu em 2018 e detém o atual título de campeão nacional.


Família de Rua


Quem assina o projeto é a Família de Rua, organização que acredita na essência da cultura e das manifestações artísticas urbanas. Para tanto, trabalha focada na promoção da cultura Hip Hop e do skate em seus moldes originais, preservando a originalidade e a força presentes na arte e no estilo de vida daqueles que respiram a rua cotidianamente. O coletivo é fruto do “Duelo de MCs”, que, ao lado do “Família de Rua Game of Skate”, são os principais projetos do grupo.


 

Aniversário de Belo Horizonte

 

O Duelo de MCs Nacional 2019 - A Grande Final integra as comemorações de 122 anos de Belo Horizonte, festejados com uma programação cultural e turística gratuita, de 6 a 15 de dezembro. A agenda inclui shows, espetáculos de teatro, performances, batalhas de rap, concertos e atividades de diversas linguagens artísticas, que ocuparão ruas, praças e espaços culturais municipais em todas as regionais da capital.

Na programação estão o lançamento do Circuito Municipal de Cultura com o show de Jorge Ben Jor, no dia 12, na Praça da Estação, a 6ª edição do Festival Descontorno Cultural, o concerto da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, além de diversas atividades turísticas como palestras e city tour. Os eventos são realizados pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, da Fundação Municipal de Cultura e da Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte (Belotur). A programação é gratuita e pode ser consultada no Portal Belo Horizonte.


 

SERVIÇO

Duelo de MCs Nacional 2019 – A Grande Final

Data: 14 e 15/12 

Horário: a partir das 13h 

Praça da Estação – Belo Horizonte 

Entrada Franca

 

Sábado – 14/12 - 13H

- DJ ROGER DEE

- DJ LB

- DJ JUNIN BUMBEP

- SAMORA N’ZINGA

- CESAR MC

- CLARA LIMA

- PRIMEIRA FASE DAS BATALHAS

 

Domingo – 15/12 - 13H

- DJ KINGDOM

- DJ LB

- DJ JUNIN BUMBEP

- TÁSSIA REIS + STEFANIE 

- HOT E OREIA

- FINAIS DAS BATALHAS


Últimas Notícias

Duas mulheres sentadas em barraca de vendas de artesanato Sagrada Família terá feira de artesanato e comidas a partir de domingo, dia 19

A feira faz parte do Programa Jornada Produtiva, que cria novas oportunidades de trabalho e renda e regulariza a situação de trabalhadores.

17/01/2020 | 17:58
Caçamba na margem da rua, durante o dia. Prefeitura intensifica fiscalização de caçambas em toda a cidade

A Lei 11.212/20 altera o Código de Posturas,determina apreensão do equipamento e aplicação imediata de multa à empresa ou à quem a contratou

17/01/2020 | 12:43