Pular para o conteúdo principal

Doze servidores da PBH usam camisas cor de rosa em evento da caminhada pela conscientização sobre prevenção ao câncer de mama

PBH realiza caminhadas para conscientizar servidoras sobre prevenção ao câncer

24/10/2018 | 16:21 | atualizado em 24/10/2018 | 16:21

 

Uma caminhada de 30 minutos, intercalada de pausas para falar sobre a importância da prevenção ao câncer de mama. Essa é a proposta da Caminhada Rosa, atividade promovida pelo programa Movimenta PBH da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão para mobilizar e conscientizar as servidoras municipais sobre esse tipo de câncer, o segundo mais comum entre as brasileiras, depois do de pele não melanoma. A ação integra as atividades do Outubro Rosa promovidas pela Prefeitura e serão realizadas até o final deste mês em 18 pontos de concentração, com percursos no entorno de diversos órgãos municipais.
 

A gerente de Gestão do Desenvolvimento, Ligia Rache, que coordena o Movimenta PBH, explica que a ideia é criar um ambiente lúdico para tratar sobre um assunto muito sério e preocupante. Segundo ela, dados levantados pela Prefeitura apontam que quase 4 mil servidoras que possuem o plano de saúde pela PBH, com idade acima de 50 anos, ainda não realizaram a mamografia em 2018. “O exame é recomendado a partir dessa faixa etária e, ao ver esses números, nos acendeu um sinal de alerta para reforçamos sobre a importância do autoexame e da mamografia em nosso ambiente corporativo”, destacou Ligia.
 

A servidora da Coordenação de Frequência e Férias da Subsecretaria de Gestão de Pessoas, Juliana Belico, está fora dessa estatística. Precavida, além do exame de toque, ela regularmente faz a mamografia e, por esse motivo, está em um processo de investigação precoce da doença. “Por meio do autoexame não consegui detectar nenhuma alteração nos seios, mas, ao fazer a mamografia neste ano, foi constatada uma classificação alterada. Agora, vou fazer uma biópsia para descartar qualquer possibilidade de câncer de mama”, relatou a servidor. Ela participou de uma das caminhadas e salientou sobre a relevância desses momentos na vida da mulher. “Fico comovida ao ver tanta gente buscando por informação e se conscientizando. É importante conhecer seu corpo e poder prevenir desde o início. Essa caminhada foi superválida pelo momento em que estou vivendo”, disse emocionada a servidora.
 

Gilka Pacheco, da área de Educação Física da Unimed, foi quem guiou uma das turmas da caminhada. De acordo com a profissional, a mulher deve estar atenta aos sinais que o corpo dá e explica que autoexame é o primeiro momento para essa análise. “O passo inicial é ficar de frente para o espelho e verificar a simetria dos mamilos e a viscosidade da pele nessa área, com atenção para descamação, vermelhidão ou bolha. O próximo passo é levantar o braço e tatear os seios. O ideal é fazer o procedimento durante o banho, passando sabão na região para escorregar os dedos e sentir melhor alguma alteração nas mamas. Em seguida, vá ao seu médico e siga as orientações sobre a necessidade de mamografia”, ensina Gilka. Ela explica que quando a doença é descoberta precocemente a probabilidade de cura é de 95%.
 

As caminhadas acontecem até o dia 29/10. Servidores interessados podem verificar a programação e fazer a inscrição no Formulário.