Pular para o conteúdo principal

Secretário de Meio Ambiente Mário Werneck palestra para representantes internacionais sobre Belo Horizonte. Ele está em pé na frente de um púlpito enquanto os outros estão sentados em uma bancada
Foto: Arquivo pessoal

PBH participa de Cooperação Urbana Internacional

10/11/2017 | 14:11 | atualizado em 13/11/2017 | 19:57

Representando a Prefeitura de Belo Horizonte no "1st International City-to-City Cooperation” do Programa Europeu de Cooperação Urbana Internacional, o secretário municipal de Meio Ambiente, Mário Werneck, palestrou nesta sexta-feira, dia 10 de novembro, em Bruxelas, na Bélgica.
 

A participação da PBH aconteceu a convite da organização IUC-LAC (responsável pela implementação do Programa na América Latina) e da União Europeia. O secretário municipal teve a oportunidade de apresentar as políticas públicas na áreas climática e energética, além do desenvolvimento sustentável elaborado pelo município.
 

O encontro tem como objetivo a troca de informações e experiências entre as cidades participantes sobre iniciativas desenvolvidas e sobre propostas de trabalho conjunto. Belo Horizonte terá como cidade parceira Almada, localizada na região metropolitana de Lisboa, em Portugal. O município português dispõe de uma sólida política de desenvolvimento sustentável, com ações bastante avançadas na área climática e energética.
 

“Muito honrado em representar Belo Horizonte em um evento desse nível. Pudemos mostrar para o mundo as políticas que são desempenhadas de forma brilhante pela Prefeitura de BH. Pude falar sobre a eficiência energética, dos bons exemplos que Belo Horizonte desempenha no Brasil e o que faz com que ela seja referência na América Latina”, disse o secretário municipal de Meio Ambiente.

 

Protagonismo de BH

Por meio do Comitê Municipal sobre Mudanças Climáticas e Ecoeficiência, eixo que pertence à Secretaria Municipal de Meio Ambiente, a Prefeitura de Belo Horizonte desenvolve uma série de ações para enfrentar as mudanças climáticas sem abrir mão do desenvolvimento. Por meio de uma política de enfrentamento a essas alterações, Belo Horizonte está em harmonia com as conferências e acordos internacionais. 
 

As políticas públicas de sustentabilidade desenvolvidas em Belo Horizonte e implantadas de maneira ampla e coordenada oferecem melhor qualidade de vida para seus habitantes e contribuem para o planeta.  As ações vão desde o fomento ao uso do transporte coletivo e do incentivo de formas alternativas de mobilidade até o incentivo à redução do uso de água e da produção de lixo, bem como o aumento da sua reciclagem.
 

Uma das ações da Prefeitura é a modernização da rede de iluminação pública, projeto que deverá ser concluído até 2020. Serão substituídos os 182 mil pontos de iluminação convencionais por lâmpadas de LED e instalados mais 10 mil novos pontos. O projeto também prevê a implantação de um sistema de telegestão e de projetos com a tecnologia associada ao conceito de “cidade inteligente”.
 

Outra ação relevante é o investimento em energias renováveis e eficiência energética, sobretudo a energia solar. A cidade tornou‐se referência nacional na aplicação do coletor solar para aquecimento de água e destaque mundial por seu alto número de edificações existentes com a aplicação da tecnologia. Essa visibilidade trouxe à cidade o título de “Capital Nacional da Energia Solar”.