Pular para o conteúdo principal

Funcionários da PBH limpam o córrego Várzea da Palma durante o dia.
Foto: Antônio Rodrigues/PBH

PBH investe R$ 15 milhões na manutenção e limpeza de bacias

29/11/2017 | 15:17 | atualizado em 11/12/2018 | 19:41
Como parte das ações de prevenção às enchentes na cidade, a Prefeitura, por meio da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), realiza, ao longo do an,o a limpeza e manutenção de bacias. Este trabalho tem a finalidade de evitar alagamento dos córregos, melhorar as condições estéticas visuais, diminuir os focos do mosquito Aedes Aegypti e evitar proliferação de pernilongos. Os serviços contemplam o conserto de canaletas, capina, limpeza de resíduos, desassoreamento e arborização. Ao todo, foram feitas a limpeza e a manutenção preventiva e corretiva de 14 bacias e/ou córregos espalhados pela cidade.

A Prefeitura de Belo Horizonte investe R$ 15 milhões nestas ações. Ao todo, dez bacias já tiveram os trabalhos concluídos. São elas: bacia do Bonsucesso, na regional Barreiro; Parque da Lagoa do Nado, na regional Pampulha; Vilarinho e bacia na Av. Liége, na regional Venda Nova; Parque Nossa Senhora da Piedade e Parque 1º de Maio, regional Norte; nas duas bacias do Cardoso regional Leste; na Lagoa Seca do Belvedere e na Barragem Santa Lúcia, regional Centro-Sul.

No momento ainda estão em andamento a manutenção e a limpeza da bacia dos Córregos Olaria/Jatobá (Barreiro), bacia do Engenho Nogueira (Pampulha) e duas bacias da Várzea da palma, na regional Venda Nova. Durante os trabalhos estão sendo retirados aproximadamente 28 mil metros cúbicos de sedimentos e entulhos. Já foram encontrados também objetos inusitados, como pneus, sofás, televisão, tanquinhos, pedaços de motos e bicicletas, preservativos e carcaças de animais.  


Benefícios

A bacia de controle de cheias tem a função, caso ocorra grandes precipitações, de evitar que a chuva escoe diretamente para as redes de microdrenagem locais, sendo direcionadas para as bacias, evitando assim alagamentos e transbordos devido à insuficiência e vazão nos sistemas de drenagem. “A manutenção preventiva e corretiva dos dispositivos de controle de cheias tornam-se medidas obrigatórias e prioritárias para o bom desempenho e a vida útil dos mesmos”, explica o gerente de manutenção da gestão de bacias da Sudecap, Jaime Lourenço Lage.


 Siriguela, jambo, araçá...

Nos córregos Olaria/Jatobá estão sendo construídos dois muros de gabião que servem para conter a erosão, sobretudo quando chove. Diversas árvores frutíferas serão plantadas, como siriguela, ameixa, jaca, goiabeira, mamão, jambo, pitanga, abacate, acerola, araçá e umbu. O plantio ajuda a harmonizar o meio ambiente, trazendo de volta os pássaros da região, como Bem-Te-Vi, Pardal, Saracura, Sabiá e João-de-Barro.
 
 

29/11/2017. Limpeza e prevenção. Fotos: Antônio Rodrigues/PBH


Últimas Notícias

Agentes da BHTrans bloqueando via durante forte chuvas em Belo Horizonte BHTrans fecha vias que oferecem risco e apoia transporte de desabrigados

Foram mais de 200 empregados envolvidos na execução de fechamentos de vias por causa de alagamentos, queda de árvores e deslizamentos.

26/01/2020 | 19:45
Guardas fechando vias durante as chuvas. Guarda Municipal atuou em mais de cem ações desde o início das fortes chuvas

O efetivo cedido diariamente para o plano emergencial, colocado em prática pela Prefeitura de Belo Horizonte, é de 300 guardas municipais.

26/01/2020 | 19:38