Pular para o conteúdo principal

PBH investe cerca de 45 milhões em Reforço Escolar para alunos da rede municipal
Foto: Divulgação/ PBH

PBH investe cerca de 45 milhões em Reforço Escolar para alunos da rede municipal

criado em 20/01/2023 - atualizado em 23/01/2023 | 17:23

A Prefeitura de Belo Horizonte vai manter o Programa de Reforço Escolar neste ano. Para dar continuidade na recomposição de aprendizado, estão sendo investidos cerca de R$ 45 milhões em mais de 211 mil livros para todos os alunos e professores da Rede Municipal. O material de Reforço Escolar tem previsão de chegada no início do ano letivo, marcado para fevereiro. A iniciativa foi lançada no ano passado como uma das medidas para minimizar os impactos da pandemia de covid-19 nos alunos.

 

Cerca de 120 mil livros de raciocínio lógico serão entregues aos alunos do 1° ao 9º ano. Além desse material, os alunos do 4º ao 9º ano receberão mais 76 mil kits com outros dois exemplares: um de Português e outro de Matemática.

 

Neste ano, além dos alunos, os professores da rede também foram contemplados e vão receber exemplares. Serão cerca de 2.700 livros de Português e Matemática e outros 13.200 de raciocínio lógico.

 


Investimentos na compra de livros

  • 4° ao 9º ano: R$ 21.156.766,56
  • 1° ao 9º ano: R$ 23.831.269,00

 


Histórico do Reforço Escolar

Desde 2022 a Secretaria Municipal de Educação vem investindo na recomposição de aprendizado. O foco é sanar as demandas individuais dos alunos com o retorno das atividades presenciais. O Reforço é realizado em sala de aula no turno e também no contraturno.

 


Investimentos em 2022

  • 50.409 tablets para utilização pelos estudantes - R$ 46.860.501,00;
  • 28.724 mil chromebooks para uso em sala de aula, nos laboratórios de informática e pelos professores - R$ 53.240.660,00;
  • 12 mil kits de livros didáticos para todos os estudantes do 9º ano, compostos de um livro de Português e outro de Matemática específicos para reforço escolar - R$ 2.772.440,00.

 

 

Estratégias pedagógicas

  • Criação do Sistema de Monitoramento e Acompanhamento Escolar, em nível central, que armazena e consolida dados da situação pedagógica de todos os estudantes;
  • Assessoria da UFMG para elaboração de matrizes de conhecimento e habilidades para orientar a proposta pedagógica na rede municipal para todos os anos de escolaridade;
  • Parceria com a UFMG para desenvolvimento das ações de formação para os professores do 1º ao 3º ano, com foco nas ações de alfabetização, e para os professores do 4º ao 9º ano;
  • Definição de parâmetros, em conjunto com a UFMG, para avaliações diagnósticas periódicas de todos os estudantes.